FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A CULTURA DO BODE NO NORDESTE BRASILEIRO - I - SUA MAJESTADE O BODE!



Ele reina por esses sertões nordestinos. Festejado em diferentes lugares é, sem dúvida, um representante notório da nossa identidade cultural. Há uma intimidade do homem nordestino com o bode e a cabra. A lida diária com os rebanhos cria proximidade gerando sentimentos de afetividade que une o bicho e o homem, quase humanizando-os. São incontáveis "os causos" contados pelo sertão afora envolvendo esses animais. Histórias fantásticas são relatadas na literatura de cordel e no folclore nordestino. Mas, os mais famosos  personagens da "Cultura do Bode" que expressam essa afetividade, são  contadas em Fortaleza com a história do Bobe Ioiô  e a do Bode Bito na cidade de Riachão do Dantas em Sergipe.
                                               
A HISTÓRIA DO BODE IOIÔ

                                                 

Popularíssimo por volta de 1920, o Bode Ioiô diariamente se dirigia à Praça do Ferreira, na época centro cultural da cidade. Nessas andanças, tornou-se conhecido e querido por todos. Amigo dos boêmios e escritores de Fortaleza, muitas histórias são contadas sobre o bode que bebia cachaça e tinha preferência pelas moças. Ioiô participou de atos políticos em coretos, praças e saraus literários, comeu a fita inaugural do Cine Moderno, assistiu peça no Teatro José de Alencar, passeou de bonde, perambulou pelas igrejas e até pela Câmara Municipal. Depois de sua morte foi embalsamado e doado ao Museu Histórico e Antropológico do Ceará em 1931.

A HISTÓRIA DO BODE BITO




Se no passado o Bode Ioiô foi um ilustre cidadão da comunidade boêmia de Fortaleza, o Bode Bito foi uma verdadeira celebridade da história mais recente da cidade de Riachão do Dantas, cidade do interior de Sergipe. O animal ficou famoso por acompanhar procissão, desfile de 7 de Setembro e enterro.
Salvo do abate há 13 anos, quando foi comprado por seu dono e escapou de virar buchada, Bito costumava assistir às missas. Quando o sino da igreja soava, anunciando algum falecimento, Bito ficava de prontidão para acompanhar o velório e o enterro. Em qualquer uma destas situações, o caprino estava sempre à frente do desfile ou cortejo. Costumava perambular pela cidade entrando nas casas, onde era recebido como amigo. Gostava de comer milho, balas e doces.
Bode Bito que em outubro do ano passado virou protagonista de um documentário "Deu Bode" feito por Maria de Fátima Fontes de Góes. 
Depois de sua morte, Bode Bito ganhou uma estátua que foi colocada na estrada da cidade.


O BODE EM FESTA


                                        1.Batalha-PI- 2. Mossoró-RN -3.Sertânia-PE- 4.Paulo Afonso-BA


Festivais em homenagem ao animal são realizados por toda a Região Nordeste.Dentre elas destacamos, a Festa do Bode do município de Riachão do Dantas em Sergipe, a Festa do Bode na Cidade de Batalha no Piaui, a Festa em Sertânia, no Sertão de Moxotó, interior de Pernambuco, a Festa no Povoado Riacho Grande em Paulo Afonso, na Bahia, o Bregabode, na cidade de Mossoró no Rio grande do Norte, o Tejubode em Tejuçuoca,no Ceará. Ainda no Ceará, na cidade do Crato, se realiza o Berro do Cariri, feira regional de ovinocaprinocultura, que entre outras atrações, realiza um Festival de Gastronomia à base de carne de ovinos e caprinos. Mas é a Festa do Bode realizada na cidade de Cabeceiras, interior da Paraíba, que vem ganhando destaque no cenário nacional - a Festa do Bode Rei.


1- TEJUBODE NO CEARÁ

Tejuçuoca tem 15 mil habitantes e 15 mil bodes e cabras. Os números não são tão precisos assim, mas a prefeitura garante que a média é de um bode ou cabra para cada habitante.Tudo gira em torno do animal. Os bares, a prefeitura, a antena de celular... tudo tem bode no meio. A principal festa da cidade é a festa do bode - a Feira de ovinos e caprinos de Tejuçuoca. Criadores de animais, fabricantes de derivados de carne e de leite de cabra são mobilizados. Artesãos, educadores e a comunidade se misturam na defesa da "cultura do bode" .









A FESTA DO BODE REI



A cidade de Cabaceiras, carinhosamente chamada de Roliude Nordestina, por ter sido palco de vários filmes nacionais. Está localizada na região do Cariri oriental paraibano. A cidade, um grande centro de caprinocultura do Nordeste, realiza anualmente a Festa do Bode Rei, que atrai não só criadores, como uma grande quantidade de turistas. O evento já esta consolidado no calendário sócio-cultural da Paraiba e faz parte do roteiro turístico que antecedem o São João.






                                              
                                         
Na festa que dura três dias, Sua Majestade, o Bode desfila pela cidade em carro aberto com seu séquito: a Cabra Rainha, o Príncipe, a  Princesa e a Guarda Real Bodística. A festa conta com iguarias gastronômicas singulares onde o Bode é o ingrediente principal. Churrasquinhos de carne de Bode (pedaços de filé de bode), Pizza de Bode (feita de queijo de cabra e pedaços de filé de bode),Linguiça de Bode, Buchada de Bode, Bode na Telha, Bodioca ( tapioca recheada de carne de bode) Mc Bode (hambúrguer de carne de bode) e Xixi de Cabrita - coquetel feito de leite de cabra, cachaça, canela, baunilha e açúcar, são algumas das atrações dessa culinária de festa.



                                                

                                                                                                     
Durante a  Festa do Bode Rei, são realizados concursos gastronômicos, como por exemplo, escolher a melhor buchada de bode, e competições como a corrida "Fórmula Bode" realizada na pista de vaquejada chamada de Bodródomo. Palestras e exposições de animais além de produtos e serviços voltados para a  ovinocaprinocultura fazem parte desse grande evento.







      Record News - Festa do Bode em Cabaceiras - 2011



                                         Enviado ao You Tube por  britosilva em 13/08/2011                       

FONTES:
    
  "Culinária Caprina - do alto sertão à alta gastronomia - SENAC - DN - RJ 2005
  "Bode Bito"- Reportagens da TV Record -Programa Domingo Espetacular
                   Priscila Andrade e Renata Alves-Exibido em 05/08/2007

        
FOTOS: Imagens Google




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...