FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

domingo, 24 de julho de 2011

LENDAS DA CIDADE:BICHO PAPÃO-PAPA FIGO-E A VIÚVA MACHADO

                                                                                     


                                             Xô, xô, papão
       Sai de cima do telhado
      Deixa nenezinho dormir
        Seu soninho sossegado...
                           
                          
Quem nunca ouviu essa canção de ninar? Aprendi ainda pequena ouvindo minha mãe, minhas tias, embalarem seus filhos. E mesmo sem acreditarem bicho papão cantei para embalar  meu filho também...
O "bicho papão" é um dos personagens mais conhecidos do imaginário popular, principalmente entre as crianças nordestinas. "Se você não obedecer a seu pai ou a sua mãe o bicho papão vem te pegar"! Ouvi muito essa frase de uma vizinha, sempre que ia pra sua casa, brincar com sua filha. Minha amiga acreditava piamente em bicho papão, mas eu não! Minha avó dizia que se eu obedecesse a meus pais meu "anjo da guarda" me protegeria sempre. E é claro que eu preferia acreditar na minha avó!

                                                      
No Brasil, a imagem desse ser tenebroso, usado para assustar as crianças e fazê-las obedecer, é uma herança portuguesa. Mas a ideia vem  de longa data,desde a época das Cruzadas. Pesquisas afirmam que os muçulmanos projetavam essa figura no rei Ricardo Coração de Leão - se as crianças as não se comportassem seriam levadas escravas pelo"melek-ric" ( bicho papão)
Nos Países Baixos, o monstro tem o nome de "Zwart Piet" (Pedro negro) que pega as crianças desobedientes e joga-as no mar Negro.
Em Luxemburgo, o bicho papão é "housecker" um indivíduo que coloca as crianças num saco e fica batendo em suas nádegas,com uma vara de madeira. 
Em Portugal e no Brasil,o bicho papão se esconde, no quarto das crianças mal educadas,nos armários, nas gavetas ou debaixo da cama para assustá-las. Há também quem afirme que o bicho papão surge nas noites de lua cheia e coloca as crianças mentirosas em um saco e as leve para fazer sabão.

                                              
                                                                                           
                             
Ao contrário dos outros mitos, o"papa figo" não tem aparência extraordinária. Parece mais com uma pessoa comum. Outras vezes, pode parecer como um velho esquisito que carrega um grande saco às costas. Na verdade, ele mesmo pouco aparece. Prefere mandar seus ajudantes em busca de suas vítimas. Os ajudantes por sua vez, usam de todos os artifícios para atrair as vítimas, todas crianças claro, tais como; distribuir presentes, doces, dinheiro, brinquedos ou comida. Eles agem em qualquer lugar público ou em portas de escolas, parques, ou mesmo locais desertos.
Depois de atrair as vítimas, estas são levadas para o verdadeiro Papa-Figo, um sujeito estranho, que sofre de uma doença rara e sem cura. Um sintoma dessa doença seria o crescimento anormal de suas orelhas.
Diz a lenda, que para aliviar os sintomas dessa terrível doença ou maldição, o Papa-Figo, precisa se alimentar do Fígado de uma criança. 

                                  Papa figo -Museu Mamulengo
                                                                  Olinda-PE

            A Viúva Machado e a Lenda do Papa figo


Na minha infância,as histórias de papa figo eram pavorosas, e existia um motivo para isso: a Viúva Machado.
Amélia Duarte Machado, viúva muito rica vivia de  renda deixada pelo espólio do marido, com dois filhos adotivos. Mas ao invés de abrir seu suntuoso palacete ,localizado próximo a Igreja do Rosário, ela se fecha em sua residência. Recebia poucas visitas e pouco saia de casa. Consta que foi vítima de uma doença rara,um distúrbio genético que gera defeitos no crânio e nas características faciais do seu portador. No caso da viúva, a doença fez crescer as orelhas. 
Não demorou muito e logo se espalhou na cidade, que ela precisava comer fígado de crianças para deter o crescimento de suas orelhas.
Muitas mães em Natal, aproveitaram a deixa para espalhar o medo entre seus filhos, dizendo que se eles não se  comportassem, “a Viúva Machado vinha comer seu fígado. A fama de "papa figo" só aumentou seu isolamento. A viúva Machado faleceu no início da década de 60.


                     De 1910-Patrimônio Arquitetônico da Cidade                                            

                            
                                Desmistificação da Lenda
 

Ainda hoje, passados vários anos de seu falecimento, a Viúva Machado ainda é lembrada como uma deplorável figura que comia fígado de crianças e lhes bebia o sangue quando elas eram apreendidas por seus emissários. Mas familiares e amigos tentam fazer com que a sociedade natalense peça perdão a dona Amélia. Segundo eles,"ela não sofria de nenhum problema de saúde, exceto os achaques naturais que a velhice invariavelmente traz, e com certeza jamais comeu fígado humano ou bebeu sangue de criança. No entanto, ainda hoje muita gente em Natal só guarda desta senhora a imagem draconiana de uma autora intelectual de mortes de crianças que, aliás, os boletins de ocorrência em delegacias e no Instituto Técnico Científico (Itep) nunca registraram, porque nunca ocorreram"  
Para uma amiga,que com ela conviveu, a figura  da Viúva Machado,dona Amelinha como a chamava, estará sempre na memória, como a doce imagem da mulher virtuosa, caridosa, devotada à família e a natureza"  


Fontes:
            
             Luiz da Câmara Cascudo
          
          1. Dicionário do Folclore Brasileiro
              Editora Ediouro - 1954
          2. Geografia dos mitos brasileiros
              Editora Global- SP - 2002
         
                  Pesquisas Google -Wikipédia


Fotos: Imagens Google



6 comentários:

  1. Como eu lembro dessas "estorias" kkkk kk Diziam que ela a Viúva Machado mandava pegar as crianças por homens montados em cavalos , e quando dava mais ou menos umas 19 a 20 hrs (7 a 8 da noite), já começava o medo da tal "cavalaria" que a Viúva Machado, mandava pra pegar as crianças kkkk logicamente eu acreditava e corria prá dentro com as outras cada qual pra sua casa kkkk, só vc Arilza pra fazer lembrar dessas coisas, continue assim sempre pesquizando isso só nos faz bem e dar muita gargalhda kkk Deus te abençoe bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foi exatamente assim...nasci no centro da cidade e vivi durante muitos anos ouvindo essas "histórias" e acreditava em tudo! Parabéns pela matéria.

      Excluir
  2. adorei conhecer e desmistificar a lenda da Viúva Machado. Valeu esse blog é perfeito!

    ResponderExcluir
  3. Foi exatamente assim...nasci no centro da cidade e vivi durante muitos anos ouvindo essas "histórias" e acreditava em tudo! Parabéns pela matéria.
    Esdras Nobre

    ResponderExcluir
  4. Lenda ou não , essa história da viúva Machado faz parte da minha infância. Morria de medo dela ...Francisquinha Varela

    ResponderExcluir