FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

segunda-feira, 26 de maio de 2014

A MAJESTOSA PEDRA DO NAVIO (OU PEDRA DO CRUZEIRO) EM CURRAIS NOVOS/RN





Contemplar a  "Pedra do Navio" ou "Pedra do Cruzeiro" como quer a geração mais nova, é no mínimo intrigante. Ninguém permanece contemplativo diante desse paredão. A curiosidade fala mais alto e dá vontade de tocá-la, de ver de perto se existe alguma argamassa, alguma "cola" que dê indícios de uma construção feita pelo homem. Mas nada existe, é pura arte da natureza.
Saí de lá com a certeza de que a pedra não é apenas aglomerado de pedras superpostas. Tem muito de história, e explicações científicas em torno dela. Tem muito de Deus. Não foi à toda que ela se tornou um símbolo da religiosidade da cidade.







A Pedra do Navio ou Pedra do Cruzeiro é uma das formações rochosas mais famosas do município de Currais Novos. Segundo Marcos Nascimento do Projeto Geoparque Seridó, a formação rochosa a qual pertece a Pedra do Navio é muito comum na região de Currais Novos e Parelhas. " Na realidade temos ali um dique (feição magmática/ígnea tabular em posição vertical- como um dique de represa, por exemplo) de pegmatito (rocha plutônica com minerais grande tamanho de cor clara). Os minerais que formam erssa rocha são feldspatos ( cor rosa a creme), quartzo ( cinza claro), plagioclásio (branco), além de biotita (verde escuro a marrom), muscovita (incolor). Esses últimos assemelham-se a escamas de peixe.Essas rohas tem em média 515 milhões de anos.
Por ser um dique, ele corta rochas preexistentes, que no local do Morro do Cruzeiro são formadas por micaxisto. Rocha de cor cinza escura formada principalmente por biotita e granada"  afirma  Marcos Nascimento. 





O  rochedo esculpido no decorrer dos anos pela ação do vento, chuva e  erosão, à primeira vista parece montado manualmente, peça á peça. A geologia e a história explicam que o leito do rio São Bento passava acima das pedras e, com a erosão, as águas foram deslocando pedras menores, não conseguindo arrastar o grande bloco que, dentro do rio lembrava uma embarcação.





Sob a gigante formação está uma cruz talhada em madeira pelo mestre Oliveira, datada de 1900, trazendo o martelo, o torquês, os cravos e a coroa, símbolos da crucificação de Cristo. Anteriormente situada em frente à igreja Matriz, marcando passagem do século XX, a cruz foi retirada por ordem do padre Ulisses Maranhão, pároco da época. e introduzida no atual local em 1º de janeiro de 1930.


Óleo sobre tela - Missa no Cruzeiro
Assis Costa - 2012



Em 1087 a Pedra do Navio foi escolhida como marco do II Congresso Eucarístico Paroquial idealizado pelo padre Ausônio de Araújo Filho que, instituiu no local missas celebradas sempre no último domingo do mês. A placa comemorativa ali instalada sofreu ações de vândalos e se encontra pichada sem que as autoridades administrativas tomem alguma providência - infelizmente.






O  cruzeiro pode ser vislumbrado de quase todos os pontos da cidade.  O acesso até ele é feito é por uma estrada pavimentada, ao lado do Santuário Nossa Senhora de Fátima, no bairro Paizinho Maria. Ao longo do caminho, é possível encontrar pequenos paredões com janelas naturais, além de imensas cercas de avelós, planta muito usada no Nordeste para a divisão de propriedades. Uma vez, no local da pedra pode-se  desfrutar da mais bela vista panorâmica da cidade de Currais Novos.





O belo rochedo faz parte do roteiro turístico da cidade. Além dos visitantes, o local atrai também os amantes dos esportes radicais que escalam suas paredes em busca de aventuras.

                   
                              
Visão panorâmica de Currais Novos
 vista da Pedra do Cruzeiro









FONTES


 1  -  Grande parte do texto foi transcrito da Revista Curraes Novos -Edição Ano II - Nº 2 de Julho de 2011.Cotidiano - página 16: As Pedras contam a história - por Fagner Farias, Valdir Waldik e Mazilton Galvão.

2 - Pesquisas Google

  • SEMTUR - Secretaria do desenvolvimento de Turismo de Currais Novos.
  • Projetos Geoparques do Seridó - Serviço Geológico do Brasil
  • Marcos Nascimento - caxexa@yahoo.com.br Projeto Geoparque Seridó 

FOTOS 

Imagens Google - Sites:

  • http://semturcn.blogspot,com.br/2012/03/atrativo-turistico-pedra-do-navio-ou.html
  • http://www.cprm.gov.br/geoecoturismo/parques/serido/caridade.html
  • http://assiscostaartistapotiguar.blogspot.com.br/2012/03/missa-no-cruzeiro-2012.html
  • http://www.panoramio.com/user/1254388/tags/Padra%20do%20Navio
  • Acervo do Vento Nordeste


4 comentários:

  1. Show de bola tia Arilza. Ler seu Blog é tomar um banho de cultura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Narciso, mas sem a sua cooperação, me levando para conhecer in loco, o que temos de bom. Vento Nordeste com certeza não seria o mesmo. Vc é o maior responsável por muito das minhas postagens - o verdadeiro Mecenas do Vento Nordeste. Agradeço de coração. O povo nordestino também.

      Excluir
  2. Prezada Arilza Soares,
    Na realidade temos ali um dique (feição magmática/ígnea tabular em posição vertical - como um dique de represa, por exemplo) de pegmatito (rocha plutônica com minerais de grande tamanho de cor clara). Os minerais que formam essa rocha são feldspatos (cor rosa a creme), quartzo (cinza claro), plagioclásio (branco), além de biotita (verde escuro a marrom), muscovita (incolor). Esses dois últimos assemelham-se a escamas de peixe. Essas rochas tem em média 515 milhões de anos e são comuns na região de Currais Novos a Parelhas. Onde nesse último município foram explorados vários minerais importantes na década de 1940 e 1950 (turmalina, berilo, columbita-tantalita, biotita, entre outros). Por ser um dique, ele corta rochas preexistentes, que no local do Morro do Cruzeiro são formada por micaxisto. Rocha de cor cinza escura formada principalmente por biotita e granada. Mais detalhes em http://www.cprm.gov.br/.../geoparques/serido/cruzeiro.html. Portanto não tem nada haver com metaconglomerado, tão pouco da Formação Jucurutu.

    Marcos Nascimento - caxexa@yahoo.com.br
    Projeto Geoparque Seridó -
    http://www.cprm.gov.br/geoecoturismo/geoparques/serido/
    https://www.youtube.com/watch?v=q2WQiuFqOiE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje em 11:01 AM
      Meu caro Marcos Nascimento,
      eu só tenho a agradecer seus esclarecimentos e correções necessárias a respeito do que foi postado pelo Vento Nordeste. Confesso o meu desconhecimento sobre essas dados técnicos - o que coloquei foi resultado das fontes por mim pesquisada. Como sei da seriedade do Projeto do qual faz parte, fiz as devidas alterações no texto. Obrigada mesmo Quem dera encontrar entre os visitantes do Vento Nordeste, pessoas como vc dispostos a crescentar e a divulgar de forma correta o que temos no nosso Nordeste,
      Com todo meu respeito
      Arilza Soaares/ Vento Nordeste

      Excluir