FOTO DE CAPA

CRAIBEIRAS FLORIDAS DE ADRIANO SANTORI

http://sertaodourado.com.br/2014/10/05/o-outubro-amarelo-das-craibeiras/

quarta-feira, 6 de julho de 2011

SÃO GONÇALO DO AMARANTE - IV - PATRIMÔNIO CULTURAL - HISTÒRICO E RELIGIOSO DO RN

    
                                                 
Meu interesse pela História do Rio Grande do Norte me levou recentemente a uma cidade muito próxima de Natal, até então, desconhecida por mim. Na verdade, sempre ouvi falar de São Gonçalo do Amarante, como um lugar onde predominavam as olarias, sendo por isso mesmo, um polo comercial para vendas de tijolos e telhas, além do  artesanato de barro.
Hoje, a cidade se tornou conhecida para muitos, por ser o local onde está sendo construído o Aeroporto Internacional de Natal.



                                                 


Mas São Gonçalo é muito mais que isso! O segundo município mais antigo do RN tem uma história de lutas, desde e época da invasão dos holandeses, palco de massacres  como o da comunidade de UruaçuSua história de emancipação política foi muito atribulada, chegando o município a perder várias vezes a sua autonomia.  



                                             

Porém é religiosidade do seu povo a marca registrada de São Gonçalo. Para se ter ideia, o município conta com mais de  40 padroeiros! Além disso, é  um lugar de uma riqueza cultural ímpar, onde é possível encontrar, até hoje, tradicionais grupos folclóricos, folguedos populares e um artesanato variado, reconhecido em todo Estado.



                                                                               
                                                                               
Origem do Município


O território que hoje pertence ao município de São Gonçalo do Amarante era ocupado pelos índios potiguares da  nação tupi. A chegada dos portugueses, no século XVII quando Jerônimo de Albuquerque conquistou o Rio Grande do Norte, deu início a formação de pequenos vilarejos nas proximidades do Rio Potengi e posteriormente, à instalação de engenhos de cana de açúcar. Segundo registros históricos, o Engenho Potengi, entrou para história em 1798, quando sofreu um violento massacre dos holandeses e seus os habitantes foram dizimados, por manterem uma postura de resistência aos invasores, que chegaram a localidade querendo impor o domínio cultural e religioso. A origem do Município está portanto ligada a esse famigerado episódio conhecido como o massacre de Uruaçu.



Comunidade de Uruaçu 
Local do Massacre durante a invasão holandesa

                                                                                 

No ano de 1698, os holandeses afastaram-se do povoado e começaram a chegar os primeiros grupos de pioneiros exploradores, vindos de Pernambuco. Entre eles, os portugueses Ambrósio Miguel de Sirinhaém e Pascoal Gomes de Lima, que chegaram ao povoado no ano de 1710, instalaram suas famílias nas proximidades do rio Potengi, na vizinhança do antigo e histórico Engenho Potengi que deu início a organização do novo povoamento. As ruínas desse engenho, não existe mais, e só foi vista até a primeira década do século XX. Foram esses portugueses que construíram a capela em homenagem a São Gonçalo do Amarante



                                                                                      



A criação do município aconteceu em 11 de abril de 1833 durante o governo de Manoel Lobo de Miranda Henrique. Mas uma epidemia de cólera, em 1856, dizimou quase toda população,deixando a vila devastada e decadente. Em 1868, o lugar foi incorporado ao município de Natal perdendo a sua soberania. Por questões políticas perde essa autonomia  várias vezes e em 1943 passa a pertencer a Macaíba com o nome de Felipe Camarão. A emancipação definitiva só aconteceu 15 anos depois, em 11 de dezembro de 1958, por decreto promulgado pelo vice governador José Augusto Varela.


A RELIGIOSIDADE DO SÃO GONÇALENSE






A religião católica predomina em São Gonçalo. Com 42 Padroeiros protegendo a comunidade dos seus 56 distritos é possível que se tenha comemorações religiosas o ano inteiro. Para não ser diferente dos distritos, o próprio município é protegido por dois padroeiros, São Gonçalo e São Benedito. No começo da povoamento da cidade, existiam muitos escravos, e eles tinham São Benedito como padroeiro. Assim como os portugueses que habitavam São Gonçalo, tinham São Gonçalo como protetor. Com o passar dos anos a fé nos dois santos foi se fortalecendo e até hoje, ambos são os padroeiros da cidade. Nossa Senhora de Fátima, Nossa senhora da Conceição,Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, Nossa Senhora do Ó, Santa Teresinha, Santa Luzia, São Judas, São Francisco,Santo Antônio, entre outros ,são Padroeiros desse povo que tem na sua fé, sua maior fortaleza.          


    IGREJA MATRIZ DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE

                                                
                                                                  

Situada no centro da cidade, encontra-se a Igreja Matriz de de Nossa Senhora da Apresentação, que foi tombada pelo IPHAN em 1963. Erguida em 1719, ampliada em 1835 e concluída em 1882, pode-se perceber em seu interior o estilo predominante de cada etapa. Os seus altares foram construídos no estilo Barroco, comuns nos séculos XVII e XVIII, bem como algumas de suas imagens esculpidas em madeira,das quais três pertencem ao Patrimônio Nacional: Nossa Senhora da Piedade, São Benedito e o Senhor morto.







                  
      MONUMENTOS AOS MÁRTIRES
                          DE CUNHAÚ E URUAÇU                            


                               Beato Mateus-Mártire de Uruaçu                     


E como se não bastasse toda gama de Santos Padroeiros,São Gonçalo do Amarante ganhou mais um motivo para  celebrar sua fé religiosa: A Beatificação dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, concedido pela Santa Sé, no dia 16 de junho de 1989. Em  21 de dezembro de 1998, o Papa João Paulo II assinou o Decreto reconhecendo o martírio de 30 brasileiros, sendo dois sacerdotes e 28 leigos. Entre eles estava o camponês Mateus Moreira, que teve o coração arrancado pelas costas, enquanto repetia a frase: "Louvado seja o Santíssimo Sacramento"
O Monumento dos Mártires foi Iinaugurado em 5 de dezembro de 2000 sendo um altar todo em concreto, construído para a celebração de  missas, com linhas arrojadas e uma área livre com capacidade para 300 pessoas.  




                                                                                 
                                               A capela de Uruaçu, erguida em 1921 
 homenagem aos fiéis católicos e sacerdotes 
massacrados pelos holandeses e índios
 em 3 de outubro de 1645.  

  
          ATRAÇÕES TURÍSTICAS DE SÃO GONÇALO                  




                         CAMARÃO  DE PAJUÇARA 
                     

Localizada na área rural de São Gonçalo do Amarante,a comunidade de Pajuçara, é referência da gastronomia local, apresentando um cardápio variado na arte de preparar camarão.
O local dispõe de bares e restaurantes onde se pode comer um autêntico camarão ao alho e óleo com casca, filé de camarão regado ao leite de coco, camarão gratinado e o  se pirão de camarão.Ao saborear essas delícias dá pra se sentir um verdadeiro "potiguar" ou seja um autêntico comedor de camarão! 






             Casarão Olho D’água do Lucas



Construído em 1853, pelos escravos de D. Marta Cavalcanti e o Sr. João Neto. Seu nome vem de uma nascente na propriedade da família Lucas, primeira proprietária do casarão. Foi construído para ser residência. No local, encontram-se escombros de engenhos e desenhos que os escravos faziam. O casarão encontra-se em processo de tombamento. 





O FUTURO AEROPORTO INTERNACIONAL DE NATAL-RN


                                                 

  Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros da 
        Grande Natal / São Gonçalo do Amarante-RN



Projetado como um aeroporto-cidade, a partir do conceito de "aeroportopolis", criado pelo americano John Kasarda, o terminal que será construído em São Gonçalo será uma enorme alavanca econômica para toda região, tanto no setor de turismo, como serviços e construção, pois prevê não só a construção do terminal de cargas e passageiros, mas sim toda uma infraestrutura que funciona como uma cidade voltada para as características regionais. Como ele, existem apenas outros seis aeroportos no mundo.



                                                


Fontes:
  • História dos Municípios - Aristides Siqueira Neto -2ª edição- 2001- Governo do Estado do RN;
  • Jornal Tribuna do Norte -Natal RN
  • Jornal Diário de Natal -Natal-RN
  • Site Oficial da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante
Fotos:
  • Imagens Google
  • Acervo do Site da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante



3 comentários:

  1. OI ARILZA QUI LEGAL SUAS POSTAGENS BOM FIM DE SEMANA UM ABRAÇO

    ResponderExcluir
  2. Olá Pessoal !
    Parabenizo pelas postagens ! Gostaria de fazer contato com o artesão do tema "cestaria e trançados" onde ele expoe mandalas e outros. 84 8824-3819 - art&criação

    ResponderExcluir
  3. GOSTARIA DE OBTER ENDEREÇOS DOS LUGARES AONDE EU POSSA COMPRAR ESSE LINDO ARTESANATO. GRATA E PARABENS PELO BLOG, LINDO!!!
    mariariccimg@gmail.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...