FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

sábado, 16 de fevereiro de 2013

MACAU/RN - SOL, SAL, ENCANTO E MAGIA DE UMA CIDADE







Impossível não se apaixonar por Macau - basta um olhar mais atento para se encantar com bela natureza dessa ilha privilegiada. Logo na entrada o Catavento Azul - velho guardião da cidade -símbolo de uma época em que reinava absoluto nas salinas artesanais, parece nos dá  boas vindas. Mais adiante o cenário da ponte sobre o rio Piranhas-Açu, enche as nossas retinas de beleza. E o que dizer da imagem da Virgem da Conceição nos recebendo do alto de sua torre? A cidade cercada por ilhas, praias, mangues, gamboas e salinas realmente encanta - é no mínimo emocionante chegar em Macau.



                                                  O MAJESTOSO CATAVENTO



Com essa natureza generosa, a cidade tem muito a oferecer na área de eco-turismo: passeios de barco, mergulho, manguezais, caminhadas ecológicas e passeio nas dunas. Na rica  gastronomia o destaque vai para a culinária marinha com cardápio a base de camarões, lagostas, sururus, ostras, búzios, siris e uma variedade  de peixes para todos os gostos.



A ENTRADA DA CIDADE E A PONTE 
SOBRE O RIO AÇU



Macau é uma cidade alegre e festiva. Prova maior dessa alegria do macauense é o seu Carnaval, considerado o melhor do estado. Outras atividades festivas comprovam essa vocação do poco dessa cidade para grandes eventos:a Festa de São Sebastião, em janeiro; o Festival de Música Carnavalesca em Fevereiro; a Festa das Flores ( que comemora a coroação de Nossa Senhora dos Navegantes), em maio; a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, em agosto, com sua belíssima procissão de barcos; As Festas do Sal e do Reencontro, no mês de setembro, realizada   durante os festejos comemorativos do aniversário da cidade, e a tradicional Festa da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição, no mês de dezembro.


CONHECENDO UM POUCO MAIS DA CIDADE DE MACAU


PRÉDIOS, MONUMENTOS  E RUAS DA CIDADE
O CRUZEIRO


O CRUZEIRO DE MACAU





O cruzeiro de Macau é um marco na história da cidade. Foi fincado pelos fiéis  no  local onde começaria a nova cidade, depois que abandonaram a antiga ilha de Manoel e Joaquim, quando essa foi invadida pelas águas do Atlântico,


A IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO





A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição tem o mesmo nome da santa que denominava a capela da extinta ilha de Manoel Gonçalves. Com a transferência dos habitantes para a ilha de macau, por volta de 1825, construiu-se uma capelinha que permaneceu até 1838. Em seu lugar , ergueu-se a igreja atual ( entre 1838/1854), que ainda mantem suas linhas originais em estilo gótico e barroco. A imagem barroca da padroeira é do século XVII, vinda da Itália.


A PRAÇA DA CONCEIÇÃO E O OBELISCO DA INDEPENDÊNCIA




A Praça da Conceição foi inaugurada no início dos anos 20, na gestão do Presidente da Intendência do Município, o Coronel João Gonçalves de Melo. No centro da praça foi colocado o Obelisco para comemorar o primeiro centenário da Independência do Brasil. 


O MUSEU DO CARNAVAL

O CARNAVALESCO CHIQUINHO CATAPIRRA


O Museu Carnavalesco Colô Santana surgiu com o propósito de resgatar e preservar a história do carnaval de Macau, com mais de mil peças no seu acervo entre fotos, fantasias, adereços e troféus. Fundado em 25/05/2000, recebeu o nome de Colô  Santana em homenagem a mais antiga carnavalesca da cidade.Atualmente o museu funciona numa garagem, localizado próximo ao Mercado Público e tem como responsável Chiquinho Catapirra.


O MUSEU JOSÉ ELVIRO




O museu José Elviro, localizado no centro da cidade e funciona na precária  edificação que foi sede da antiga companhia de Navegação, na rua Augusto Severo. Possui um acervo de aproximadamente 6.000 peças. Parte da história de Macau , entre objetos como louças, oratórios pertencentes as antigas famílias,  fósseis milenares, ferros de escravos e documentos que contam a história do município, podem ser encontrados no grande galpão onde funciona o museu. Vale a pena ir até o museu e conhecer um pouco da história do Rio Grande do Norte, e apreciar os  objetos  colecionados por João de Augino  há mais de cinquenta anos.


AS PRINCIPAIS FESTAS DA CIDADE


1 - A FESTA DO SAL E O ANIVERSÁRIO DA CIDADE




Na Festa do Sal  várias atrações são programadas para acontecer no Largo Cultural, no início do mês de setembro, data, em que os macauenses comemoram sua emancipação política. O evento geralmente começa com o hasteamento da Bandeira ao som da alvorada executada pela orquestra Filarmônica da cidade. Outras atrações culturais são destaque como Shows de grupos musicais de renome , Desfile Cívico, Feiras de Negócios etc. A Festa do Reencontro também faz parte  das atrações para comemorar o aniversário da cidade.



2 - A FESTA DO REENCONTRO




A "Festa do Reencontro de Macauenses" é um grande evento na cidade. Seus  organizadores estimam o comparecimento médio de três mil pessoas que podem desfrutar de inúmeras atrações desde Exposições, apresentações  de Cordelistas, Poetas e Shows com artistas da terra e outros convidados. O prazer de encontrar velhos amigos e matar a saudade dos bons momentos vivenciados  na cidade faz da festa do Reencontro um evento com gosto de "ano que vem tem mais"



 3 - A FESTA DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES




O dia dedicado a Nossa Senhora dos Navegantes, padroeira dos marítimos é bastante festejado pelos fiéis católicos macauenses e é marcado pela realização das tradicionais procissões marítima e terrestre.



4 - A FESTA DA PADROEIRA - NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO



As comemorações da Festa da Padroeira da Cidade, Nossa Senhora da Conceição, tem início no final do mês de novembro e se estende até o dia 8 de dezembro - dia dedicado a Santa. A programação elaborada pela paróquia, inclui missas, benção do Santíssimo e uma procissão pelas ruas da cidade, encerrando o festejo em grande estilo.


5 - O CARNAVAL DE MACAU



Macau se orgulha de ter o melhor e maior Carnaval do Rio Grande do Norte. Em 2013,a Prefeitura colocou a disposição dos foliões,oito bandas quatro trios elétricos, quatro palcos, 40 camarotes. Com o Com o slogan: “Mais que Paixão. É tradição”, o Carnaval de Macau fez a alegria do macauense e dos turistas que invadiram a cidade nessa época. 



PELOS ARREDORES DA CIDADE


PORTO DE PESCARIA




Porto de Pescaria é uma das comunidades mais antigas de Macau..Essa comunidade pesqueira com seus trapiches é local de embarque e desembarque do pescado. É também ponto de partida para as ilhas da Casqueira, Presídio, Paraíso e Pontal dos Anjos, através do rio Conceição



O PARQUE SALINEIRO - SALINOR




Ele já foi Cirne, Alcalis e hoje é Salinor (Salinas do Nordeste) o maior parque salineiro do Brasil. Tem uma área de aproximadamente 350 hectares de Cristalizadores, e  é controlado pelo Grupo Fragoso Pires desde de 1978.  A produção do sal do parque  Salinor responde por mais de 40% da produção de Sal Marinho do Brasil. Amonumentais pirâmides de sal marinho formam um belíssimo e inesquecível cenário, que encantam turistas e inspiram artistas e poetas.




O PETRÓLEO EM MACAU





A revista Veja, de 10 de abril de 1974, noticiou a descoberta de uma jazida na Bacia Potiguar Marítima, em Macau. "(...) recentemente localizada, poderá, sozinha, dobrar o volume de reservas nacionais conhecidas." O primeiro poço foi o RNS-1, campo de Ubarana, costa de Macau, que naquele mesmo ano, apresentou sinais de óleo e gás, porém em quantidade não comercial. Já em 1975 o poço marítimo funcionava com boa produção.As perfurações de poços terrestres foram intensificadas a partir  da década de 80.
Hoje o campo marítimo de Ubarana apresenta um declínio na produção, mas a Petrobrás planeja novos investimentos para aumentar a produção marítima. Mas apesar dessa queda de produção marítima, o Rio Grande do Norte lidera a produção brasileira de Petróleo em terra. O estado responde por 20% da produção terrestre brasileira.



A USINA EÓLICA NA PRAIA DA SOLEDADE





Fundada em 2004, o parque de Macau é a primeira usina eólica implantada pela Petrobras. O campo de produção dispõe de três aerogeradores com potência de 600 kW cada. A energia total gerada neste empreendimento é de 1.8 MW de potência, suficiente para alimentar uma cidade de 10 mil habitantes. 
A energia produzida é utilizada pela Petrobras em suas unidades operacionais no local, transferida para as duas Plataformas de ARATUM, através de um cabo elétrico submarino. O projeto piloto em Macau é o primeiro de uma série de projetos que estão sendo desenvolvidos pela gerência de energia renovável, da área de Gás e Energia da Petrobras




FONTES:

  • História dos Municípios Aristides Siqueira Neto -  2ª Edição - 2001 - Imprensa Oficial do RN
Pesquisas Google - Sites: 
  1.  www2.uol.com.br/omossoroense/.../regional14.htm - Macau, tradição de sal, sol e carnaval -Jornal o Mossoroense.
  2. www.canindésoares.com/page/10?s=MACAU/ Resultados da pesquisa/Canindé Soares/ page 10
  3. obaúdemacau.com/ - O Baú de Macau 
  4. www.grandeponto.blogspot.com/2010/.../osal-de-macau.ht -  Grande Ponto: O sal de Macau - Texto do Jornalista Alex Gurgel
  5. www.macauemdia.blogspot.com/.../12-lugares-para-visitar - Macau em dia. 12 lugares para visitar em Macau - Texto do Jornalista Alex Gurgel
  6. www.macauemdia.blogspot.com/.../museu-jose-elviro-resiste - Macau em Dia: Em Macau, o Museu José Elviro rrsiste ao tempo -Texto do Jornalista Alex Gurgel.
  7. www.macauemdia.blogspot.com/.../museu-do-carnaval-mac -Macau em Dia: Museu do Carnaval macauense com as portas... Texto do Jornalista Alex Gurgel
  8. www.chaopotiguar.blogspot.com/2008/10/macauhtml - Chão Potyguar-Macau -Sal, Sol e Carnaval no Porto de Ama - Texto do Jornalista Alex Gurgel

FOTOS: 

  • Acervo do Jornalista Alex Gurgel
  • Acervo do Fotógrafo Canindé Soares
  • Imagens Googles não identificadas
  • Edição de Fotos -Site Pic Monkey








4 comentários:

  1. Essa postagem é dedicada ao meu amigo Dioberto Nascimento, para amenizar a saudade da sua querida Macau

    Dioberto Nascimento

    Arilza Pereira,Inibido pela emoção,não consigo externar meus sentimentos em sua plenitude real,parece até que minhas palavras foram bloqueadas por uma força maior,afinal de contas não é todo dia,que se recebe uma Homenagem desse calibre e partindo de uma recente amizade mas, com sabor de Milhões de anos...Muito Obrigado,...Parabéns...DEUS te abençoe!!!....


    Arilza Pereira

    Tem uma coisa intrigante nesse nosso relacionamento, entre eu, você e Marilda - é essa certeza de que somos amigos faz tempo- ou melhor que a internet nos proporcionou o "início de uma velha amizade". Acho fantástico isso! Penso em vcs como amigos de sempre e acredito que a recíproca seja verdadeira. Acho que o fato de sermos nordestinos morando fora de lá, de ter Nascido no RN, morado em Natal, vivenciado coisas do mesmo bairro, do mesmo colégio, nos aproxima e nos faz amigos de fé, irmãos camaradas, como na canção de Roberto..Por tudo isso a Homenagem do Vento Nordeste é a minha forma de agradecer a sua amizade a essa altura da minha vida. Bjos pra vc e Marilda, porque esse eu tenho certeza somos amigas desde que fomos batizadas com o nosso primeiro banho na Praia do Meio.

    ResponderExcluir
  2. SOBRE O CATAVENTO

    Acho que não deve ter ninguém que vá a Macau pela primeira vez que não pare diante desse Catavento. Eu fiquei babando e quase gasto a bateria da máquina de tanta foto que tirei diante dele

    ResponderExcluir


  3. - Ribamar Pinheiro - Essa entrada de Macau é a mais linda, não existe igual.

    ResponderExcluir


  4. - José Gonçalves Neto - Revendo o moinho de vento, retroajo à adolescência dos meus l4, l5 anos. Vejo o moinho girar ao sabor dos ventos, alimentando os cristalizadores, preparando à extração futura do OURO BRANCO. Vejo, também, num impulso saudosista, os cristalizadores transformados em verdadeiros formigueiros humanos, extraindo e conduzindo até às barcaças o cloreto de sódio ( NaCl ), que será conduzido aos navios ancorados há várias milhas da costa. À noite, essa extração se tornava um verdadeiro espetáculo, promovido pela PIRACAS acesas , milhares delas, e pelo movimento intenso dos carrinhos de mãos que transportavam o produto até os porões das barcaças. Alguns, chamavam de ESPETÁCULO NOTURNO!

    - Dioberto Nascimento - Meu amigo Massaranduba!O realismo com que você descreveu a maravilhosa "SAGA DO SAL",me deixou deveras,emocionado.Primeiramente pela sua precisão em narrar essa verdadeira Epopeia ,que era o transcurso do nosso"OURO BRANCO" (Salina/Navio),envolvendo e alimentando:Salineiros.Barcaçeiros,Estivadores e Conferentes. Segundamente(rsrs)Por ter participado ,varias vezes desse processo,pois como é do seu conhecimento,meu pai(Raimundo Santiago)mesmo a contra-gosto me levava:para satisfazer a minha vontade e segundo ele,para que sentisse na pele,que "não era moleza" aquele trabalho.....Um abraço


    - Arilza Pereira GENTE OBRIGADA PELA AULA

    - Ribamar Cavalcante- Amigos, recordar é viver. Agradeço pelos comentários referente a nossa querida cidade. Que Deus o iluminem.


    - Dioberto Nasciment o- Amigo Zé!sempre em minhas reminincências ,lembro de alguns jogadores,que eu admirava no futebol de Macau,desde a época do "Campo da Salina".Entre eles estão:Canelinha, Atuda ,Niel(jogou no ABC de Natal c/o pseudônimo de MACAU!....correto?),Veó, Ieta(Reis Lima)e mais recentemente Toinho Careca e é claro!O meu amigo ZÉ DE HIPÓLITO...kkkkkk.

    COMENTÁRIOS VIA FACEBOOK PÁGINA DO VENTO NORDESTE

    ResponderExcluir