FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO PADROEIRA DA CIDADE DE NATAL






21 de novembro, o dia mais feliz de tua aparição, / e hoje nós te festejamos ó Nossa Senhora da Apresentação / Hoje a felicidade traz toda  cidade à tua catedral / pra louvar-te Maria / que escolheste um dia teu trono em Natal (do Hino de Nossa Senhora da Apresentação)



Desde muito criança acompanhei minha avó em tudo que era procissão e festas religiosas da cidade, e adorava! Festa de paróquia então, nem se fala, era uma maravilha: quermesses, barraquinhas, parque de diversões, novenas, missas, procissões, era tudo muito mágico pra mim! Mas a festa da Padroeira era especial, esperava por ela o ano todo, para ir com a minha avó  até a Igreja  do Rosário onde de longe ela me mostrava o local onde Nossa Senhora tinha aparecido, enquanto repetia cheia de orgulho a história da nossa padroeira. Cresci carregando essa orgulho comigo - que coisa maravilhosa saber que Nossa Senhora escolheu "um dia seu trono em Natal'!



A HISTÓRIA DA PADROEIRA DA CIDADE DE NATAL





O professor e historiador Itamar de Souza, escrevedo á respeito para os Cadernos Especiais do jornal a Tribuna do Norte de Natal/RN nos fala o seguinte:
"A história da Padroeira de Natal, Nossa Senhora da Apresentação, baseia-se na tradição oral. Não um documento registrando a chegada da sua imagem às margens do rio Potengi. É importante salientar que, mesmo sem ter aqui uma imagem, Nossa Senhora da Apresentação é a Padroeira desde os primórdios da vida cristã da comunidade natalense.
Em 1990, escrevemos  de Brasília, uma carta ao monsenhor Severino Bezerra, chanceler da Cúria e historiador da Arquidiocese de Natal, fazendo-lhe algumas indagações sobre o orago de Natal. Na sua carta resposta, ele nos fez a seguinte revelação: "Em 29 de março de 1718, antes da chegada de Nossa Senhora da Apresentação, num inventário por morte de Joana de Barros, em Goianinha, entre as dívidas deixadas pela falecida está: esmola de 5.000 (cinco mil) réis à Nossa Senhora da Apresentação. Só 35 anos depois foi o encontro da imagem" (Carta datada de 20 de maio de 1900. Corrobora esta revelação o que Frei Agostinho de Santa Maria escreveu num livro publicado, em Lisboa, em 1722, citado pelo historiador Luís da Câmara Cascudo: "Na capela-mor daquela matriz se colocou pouco depois um grande e famoso quadro de pintura, em que se vê o mesmo mistério da Senhora historiado... A sua festividade se lhe celebra em 21 de novembro, que é o dia em que a Senhora foi oferecida ao Senhor da Glória". (1980:122).



Conta a tradição que na manhã de 21 de novembro de 1753, pescadores encontraram na margem direita do Rio Potengi, na confrontação da Igreja do Rosário, um caixote que estava encalhado numa pedra. Quando abriram-no, encontraram uma imagem da mãe de Jesus com um menino no colo.A referida imagem tinha uma mão estendida, aparentando sustentar alguma coisa. Logo, deduziram que fosse um rosário. Avisado sobre a novidade daquela descoberta, o vigário da Paróquia, Pe. Manoel Correia Gomes pressuroso  dirigiu-se ao local e, incontinenti, conduziu o vulto para a Matriz, ciente de que se tratava de um ícone de Nossa Senhora do Rosário. Entretanto, como 21 de novembro é, no calendário litúrgico da Igreja Católica, o dia em que se festeja a apresentação da Mãe de Jesus no Templo, deram à imagem que apareceu no Rio Potengi o nome de Nossa Senhora da Apresentação. A esta altura, é oportuno lembrar que a Festa da Apresentação de Nossa Senhora no Templo foi instituída pela Igreja Católica no ano de 1571.Registra-se ainda a tradição que, no caixote que trouxe a imagem de Nossa Senhora, estava escrito: "No ponto onde der este caixão não haverá nenhum perigo" .




OS FESTEJOS EM HONRA À NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO




Os festejos em homenagem à Nossa Senhora da Apresentação acontecem no período de 11 a 21 de novembro. As celebrações religiosas acontecem na Matriz de  Nossa Senhora da Apresentação (antiga Catedral) e na Catedral Metropolitana. Dentro da programação religiosa, uma atividade que aglomera milhares de fiéis, é a Missa da Pedra do Rosário, celebrada  no local onde a imagem foi encontrada. A missa é celebrada às cinco horas da manhã. A programação sócio cultural é realizada todas as noites, após as novenas, no pátio da Catedral Metrpolitana.



ALGUMAS IMAGENS DOS FESTEJOS NA FESTA DA PADROEIRA






 


                         
    

                         


HINO DE NOSSA SENHORA DE APRESENTAÇÃO






  • Tu quiseste um dia trazer alegria ao nosso cantar / E vieste Maria com Jesus nos braços, nas ondas do mar / Pescadores de acharam, com amor te acolheram / Ó Mãe sem igual! / Entre o Potengi e as águas tranquilas do mar de Natal!

Refrão:

        Escolheste, por amor, nossa terra pra aqui vir morar / 
        Virgem Mãe do Senhor a teus pés nós viemos rezar
  • 21 de novembro, o dia mais feliz de tua aparição, / e hoje nós te festejamos ó Nossa Senhora da Apresentação / Hoje a felicidade traz toda  cidade à tua catedral / pra louvar-te Maria / que escolheste um dia teu trono em Natal

Refrão:

        Escolheste, por amor, nossa terra pra aqui vir morar / 
        Virgem Mãe do Senhor a teus pés nós viemos rezar

  • Tens na fronte a coroa, Rainha da paz, do amor e do perdão / És a Mãe terna e boa  /  Rainha que reina com o terço na mão / Teu olhar de bondade, onde a serenidade, nos dá proteção / Tens Jesus em teus braços, és Nossa Senhora da Apresentação

Refrão:

        Escolheste, por amor, nossa terra pra aqui vir morar / 
        Virgem Mãe do Senhor a teus pés nós viemos rezar




FONTES:
  • Cadernos Especiais do jornal Tribuna do Norte -Natal/RN - Texto do professor e historiador Itamar de Souza
  • Pesquisas Google:
    Site
    http://www.arquidiocesedenatal.org.br

FOTOS:

  • Acervo do fotógrafo potiguar Cláudio Abdon
  • Acervo do fotógrafo potiguar Canindé Soares
  • Acervo do fotógrafo Assis Barbosa
  • Site Oficial da Arquidiocese de Natal
  • Site da Canção Nova -Natal/RN
  • Acervo do Site Memória Viva: Acervo do Memorial Câmara Cascudo.

VÍDEO:
  • Da Arquidiocese de Natal - Enviado ao You Tube em 10/11/20102 por Wallace Soares

7 comentários:

  1. Essa postagem é para minha avó Maria José com quem aprendi a amar a nossa Padroeira.Obrigada vó! Seus ensinamentos não foram em vão! Sessenta anos depois, ainda me vejo menina, perplexa, olhando o Rio potengi, pedindo proteção da Virgem Mãe. E ela me protege até hoje, tenho certeza disso.

    ResponderExcluir
  2. Os ventos me trouxeram novamente aqui, nesta bela manhã de domingo ensolarado. Não conhecia a história da Padroeira de Natal. Gostei muito, aprende-se muito aqui.Bela postagem, merecida homenagem à sua avó, Arilza !
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Lúcia! Que os ventos te tragam sempre. Um feliz Natal pra vc e um 2014 bastante promissor. Um grande abraço.
      Arilza Soares / Vento Nordeste

      Excluir
  3. Oi Arilza,

    você já pensou investigar a relação entre o nome da Praia da Redinha, e a Redinha de Portugal?

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro João, em uma das postagens que fiz sobre a Praia da Redinha escrevi " A origem do nome da praia tem suscitado controvérsias ao londo do tempo. Para alguns historiadores o nome teve origem nas diversas redes usadas pelos pescadores que depois da pescaria ficavam estendidas ao longo da praia - "praia das redes de pescar" - "praia da rede" - praia da redinha". Já o historiador Câmara Cascudo relata que o nome Redinha faz referência à região de Pombal, em Portugal, como tantos outros em nossa cultura".

      Excluir
  4. que linda essa historia de nossa senhora da apresentação padroeira de natal qualquer dia irei visita la

    ResponderExcluir
  5. que linda essa historia de nossa senhora da apresentação padroeira de natal qualquer dia irei visita la

    ResponderExcluir