FOTO DE CAPA

CRAIBEIRAS FLORIDAS DE ADRIANO SANTORI

http://sertaodourado.com.br/2014/10/05/o-outubro-amarelo-das-craibeiras/

terça-feira, 6 de novembro de 2012

A PANORÂMICA E ENCANTADORA CIDADE DE MARTINS/RN





Martins encanta! Sua localização, seu clima, sua cultura, sua história, sua gente, faz dela um lugar paradisíaco. Quem vai lá quer voltar!
Estive lá recentemente, e pude comprovar de perto todo encanto dessa cidade acolhedora. Fui em busca de minhas raízes - o meu avô paterno era martinense. Me habituei a ouvir falar dos encantos dessa cidade desde muito pequena e, me emocionei muito em cada lugar que estive - tudo parecia muito familiar. Ás vezes me sentia fazendo parte da cidade, como se tivesse nascido ou me criado ali. Estranho essa sensação, mas era real e verdadeira, como real e verdadeira é a extasiante beleza dessa cidade panorâmica!.



"MARTINS, O ORGULHO MAIOR DE CADA PESSOA"






Vídeo produzido pelos alunos do Instituto Técnico de Estudos Cinematográficos (ITEC).
"Uma câmara visita a cidade de Martins na imensidão do médio oeste do Rio Grande do Norte e descobre a vida tranquila de seus habitantes, pessoas simples e mostra que ainda existe um lugar de paz para se viver".


UM POUCO DA HISTÓRIA DA CIDADE





A história do Município tem origem No século XVIII, quando o Capitão-Mor da Aldeia de São João do Apodi, Aleixo Teixeira recebeu terras pertencentes a Serra do Campo Grande, originou-se um povoado numa localidade de terras da antiga Serra da Conceição. Segundo historiadores, nesse período já existiam pequenos núcleos de algumas fazendas.
Foi com a presença de Francisco Martins Roris, em 1742, que o povoado começou a sua evolução. Ao tomar posse das terras da Data Telha, localizadas entre os rios Apodi e Umari, Francisco Martins assumiu o comando da serra e contribuiu muito para desenvolvimento do povoado através da prática de vários trabalhos.
Em 1779, sua atuação naquela região era tão intensa que o povo da localidade de Serra da Conceição, nome oficial do povoado, passou a chamar área de Serra do Capitão Martins ou simplesmente Serra dos Martins. Em  1841,  o povoado desmembrou-se de Portalegre, ao mesmo tempo em que criado o município da Maioridade. Após seis anos com esta denominação, em 30 de outubro  de 1847 o município da Maioridade mudou outra vez de nome passando a se chamar Cidade de Imperatriz, em homenagem à Imperatriz do Brasil. Finalmente, em fevereiro de 1890, a famosa e agradável Serra do Martins passou , definitivamente, para a história com o nome oficial de Martins.



O CONJUNTO ARQUITETÔNICO  DA CIDADE





O conjunto arquitetônico do século XIX,  no centro da cidade é um convite para mergulhar na rica história do município. Com uma outra fachada mais moderna as construções antigas e muito bem conservadas chamam atenção. As  casa  mais simples de duas águas, cumeeiras altas, ligadas umas as outras formando blocos, se misturam com exemplares mais interessantes, como "a casa da dona Agá" e  a Igreja Matriz de Nossas Senhora da Conceição, um dos símbolos da religiosidade da cidade. Dois outros símbolos religiosos fazem parte desse conjunto: a capela do Rosário e o nicho de Nossa Senhora do Livramento, ambos  de grande valor histórico. Outra  construção que merece atenção nesse sítio arquitetônico é o Sobrado do Pax, com seus dois andares e varandas de ferro  trabalhado.


 A PRAÇA ALMINO AFONSO





Com o chão desenhado por bandeirinhas coloridas, a Praça Almino Afonso é um convite ao descanso à sombra de suas frondosas árvores.Para os antigos moradores a praça é moderna mas sem graça. Para eles as lembranças do antigo jardim que havia no lugar permanece nas retinas "um jardim muito bonito. ovalado, com coreto em forma de lira. bancos de madeira e ferro e uns pinheiros imensos. bem no centro a herma do Senador Almino Afonso. E flores muitas flores. Essa jardim construído na administração do Prefeito Antônio Marcelino, foi solenemente inaugurado por ocasião dos festejos comemorativos do Centenário da Paróquia, em novembro de 1940". (Manoel Onofre JR - Martins a Cidade e a Serra))
O busto do Senador Almino permanece na Praça.Inaugurado em 15 de novembro de 1929,a herma de bronze é obra do escultor carioca Eduardo Sá. O homenageado nasceu no Sítio Croatá, do núcleo Caeira, território de Patu, então vila de Martins, no ano de 1840.Patu desmembrou-se de Martins em 1890. O núcleo comunitário Caeira  foi desmembrado de Patu e elevado à categoria de cidade com o nome de Almino Afonso.



A MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO





Com linhas sóbrias e majestosas, o templo de Martins é um dos maiores do Estado. Sua construção data de 1815 quando José Antônio de Lemos requereu licença ao Bispo de Olinda para construir uma nova igreja destinada ao culto de N. S. da Conceição. Foi elevada a Matriz, no dia 1º de novembro de 1840. Os altares do templo seguem o estilo gótico. As imagens em madeira, são no estilo barroco e de valor inestimável.


OS SANTUÁRIOS DA RUA DAS PEDRAS



A Rua das Pedras que deu origem a cidade de Martins, hoje é chamada Rua da Maioridade, em homenagem à maioridade de D.Pedro II. Nela erguem-se dois santuários de valor históricos: a capela do Rosário e o nicho de Nossa Senhora do Livramento, este também importante sob o ponto de vista artístico.


 O SOBRADO




O velho sobrado, também chamado de Edifício Pax, em estilo colonial é um dos mais belos monumento arquitetônicos do Estado. Retratado em um belíssimo desenho do artista plástico Carlos José Marques, está incluído no álbum de serigrafias - "Roteiro Histórico e Cultural do Rio Grande do Norte".
Construído para ser residência, o sobrado pertenceu ao Senador Almino Afonso. Relata-se que o ilustre parlamentar, não residiu no Sobrado. Talvez o ocupasse em breves temporadas. Ao que tudo indica, "o verdadeiro senhor do Sobrado não foi Almino Afonso como se propala, mas sim, José de Souza Martins Pereira, que o construiu e nele residiu por muitos anos com sua família" é o que nos afirma Manoel Onofre Jr. no seu livro "Martins a Cidade e a Serra".





Essa importante edificação do século XIX, já abrigou a sede do Colégio 7 de Setembro, do Orfanato Abigail, e foi sendo, sucessivamente Escola de Comércio, Jardim de Infância, Banda de Música e COSERN ( Companhia d e Serviços Elétricos do Rio Grande do Norte). Atualmente abriga os museus de Arqueologia e de História, guardando exemplares de minerais e fósseis encontrados pela região, além de fotos antigas, objetos raros e documentos que contam a história do município.



A CASA DE DONA AGÁ



Do casario antigo a antiga residência do Dr. Pelópidas Fernandes e de sua irmã, Professora Abigail se destaca pela beleza e conservação do prédio. A "a casa de Dona Agá" como é hoje conhecida, é está aberta  a visitação pública.



A ESCOLA ESTADUAL ALMINO AFONSO





A Escola Estadual Almino Afonso, o  educandário mais antigo da cidade, tem grande importância cultural e histórica. Inicialmente sua instalação, deu-se em 1909, no antigo prédio da Intendência Municipal. Anos depois por iniciativa do Intendente Pedro Regalado, construiu-se o edifício, especialmente para abrigar a escola, inaugurada a 7 de setembro de 1922, dentro dos festejos comemorativos da Independência. A biblioteca tem um acervo de mais de mil livros, destacando-se as edições de luxo, em formato gigante de  "O inferno de Dante", "Orlando Furioso" de Ariosto e "Os Lusíadas! de Camões.
O Colégio abriga nas duas dependências o Museu Cel. Demétrio Lemos. Compõe o acervo, além de móveis e objetos antigos, uma coleção de estatuetas neoclássicas e art-nouveau.


OUTRAS CONSTRUÇÕES IMPORTANTES 


1 - CASA DA CULTURA POPULAR





A casa da Cultura popular de Martins, Palácio José Antônio Pinheiro Câmara,  no Centro da Cidade, abriga um Teatro, Sala de Oficinas, Biblioteca, Lanchonete, e um espaço destinado às Artes Plásticas: A Pinacoteca  Professora Wilma Maria de Faria. O espaço externo da casa "Praça Pedro Barbosa Neto" possui uma área para apresentação de grupos folclóricos.
na lateral da casa um muro de 68 metros foi transformado em 16 painéis com pinturas que retratam paisagens da serra, retirantes, trabalho agrícola, os antigos carros de boi e fazem também um apelo à preservação da natureza e á paz.


2 - INDÚSTRIA DO CONHECIMENTO





A Unidade da Indústria do Conhecimento, no bairro Jocelyn Villar,  faz parte do projeto de expansão do SESI. No local  funciona uma biblioteca onde os usuários tem a oportunidade de acesso a informações, consultas a livros e sites, com a orientação de profissionais capacitados para a função.


A VISÃO PANORÂMICA DA CIDADE


A 750 metros de altura, os mirantes do Canto e da carranca oferecem visão panorâmica, onde pode ser observado os conjunto de serras que forma a Chapada da Borborema, a Serra do Lima ( em Patu), entre outras serras e serrotes. Á noite os mirantes proporcionam a contemplação de dezenas de cidade na soleira da serra


                          1 - O MIRANTE DO CANTO 




Construído pelo Ministério do Meio Ambiente e Prefeitura Municipal de Martins com recursos do Banco Mundial, o Mirante do Canto atrai não só turistas como também moradores da cidade, para apreciar o belo panorama que se descortina à sua frente. De lá podem ser vistas as cidades de Umarizal, Patu, Lucrécia, Almino Afonso, Frutuoso Gomes, e muitas comunidades rurais do município, como também algumas cidades da Paraíba. Bem à sua frente, ergue-se, imponente, uma formação calcária já bastante cristalizada, popularmente conhecida como "Casa de Pedra". À noite, pode-se admirar um enorme pontilhado de luzes; são as cidades que ficam na planície e se revelam nessa hora, bem como a queima de gás natural, nos campos de extração de petróleo da Petrobrás.


2 - O MIRANTE DA CARRANCA




Situado no subúrbio de Jacu, próximo ao Diadema, a cerca de 2,5 Km do centro de Martins, o Mirante da Carranca é outro ponto de visita onde se descortina panoramas belíssimos. O restaurante e bar oferece pratos com carne de sol, filé, galinha caipira, caldos e  petiscos, além de fondue de queijo, carne e chocolate.


OS ATRATIVOS  NATURAIS




Os atrativos naturais da Cidade de Martins tem início nas belas paisagens observadas na subida da serra e nos belos mirantes da cidade; caminhadas em trilhas para quem gosta de trecking; praticando rappel ou observando o perfil de Cristo na majestosa pedra rajada; a "Reserva Ecológica do Sr. Clésinho" pequena reserva de mata virgem, com grande variedade de fauna e flora, propícia para a realização de caminhadas; as cachoeiras do Sítio Umarizeira, de águas cristalinast; tudo isso sem contar com os atrativos da "Casa de Pedra" a mais importante caverna do Estado, localizada na Fazenda Trincheira. A caverna está cadastrada na Sociedade Brasileira de Cavidades Naturais como a segunda maior do País, em mármore.



 A SERRA
A PEDRA RAJADA
A PEDRA DO CASAMENTO
A PEDRA DO SAPO
    CACHOEIRA DE MARTINS

A ENTRADA DA CASA DE PEDRA
FORMAÇÃO CALCÁRIA DA CASA DE PEDRA

                                                   
HOTÉIS E POUSADAS

1- HOTEL SERRANO




O amplo hotel está localizado na rua Coronel Cristalino, 118, no centro da cidade, a 100 metros da igreja Matriz. Possui uma enorme área  arborizada com estacionamento privado, duas piscinas adulto e infantil, sala de jogos, escritório virtual, lavanderia  livraria e salão de eventos.
O restaurante do hotel nos meses de julho e agosto promove festivais de fondue, nas noites de sábado.
O hotel oferece 49 apartamentos com varanda, rede, frigobar, tv e telefone. O padrão do quarto é com uma cama de casa e ima de solteiro.

Contatos:
Telefone:  (84) 3391-2299
E-mail: hotelserranodemartins@hotmail.com
website: http://www.hoteisredesabino.com.br




2 - CHALÉ LAGOA DOS INGÁS




A bela e aconchegante pousada está localizada na Rua 31 de Março , na Gamboa, a 500 metros do centro da cidade. São 30 apartamentos, sendo 4 chalés. Os apartamentos são para casal, triplo e quadraduplo todos equipados com ar, tv e frigobar. Possui uma bonita área verde com gramado, muitas árvores e plantas. As duas piscinas adulto e infantil estão inseridas nesse ambiente paisagístico com Lagoa dos Ingás que deu nome ao hotel ficando nos fundos. Tem ainda um bom restaurante com fondue e pratos à la carte.

Contatos: 

  • Telefone (84) 3391-2513
  • E-mail: reservas@chalelagoadisingas.com.br
  • Website: http://www.chalelagoadosingas.com.br



INFORMAÇÕES DE ACESSO 





1- COMO CHEGAR:

  • Saindo de Natal pela BR-304 até Assu, de lá se toma a RN-233 até Caraúbas, em seguida se pega a RN-117 até Martins, passando por Umarizal.

2 - LOCALIZAÇÃO:

  • Município da Região Serrana do Alto Oeste Potiguar
3 - LIMITES:

  • Norte - Umarizal, Viçosa
  • Sul -  Antônio Martins, Serrinha dos Pintos
  • Leste -  Frutuoso Gomes, Lucrécia
  • Oeste -  Serrinha dos Pintos, Portalegre
4 - ACESSO RODOVIÁRIO:

  • BR-304, RN-233 e RN-117
5 - DISTÂNCIA:

  • 362 km da Capital




FONTES:

  • Manoel Onofre Jr. - Martins, a Cidade e a Serra - 3ª Edição - Editora Sebo Vermelho - Natal/RN - 2005.
  • Pesquisas Google:

  1. http:// pt.wikopédia.org/wiki/Martris(Rio Grande do Norte).
  2. http://www.ferias.tur/informacoes/7213/martins-rn.hml.
  3. http://www.seducmartins.uninfotec.com.br/2011/10/industria-do-conhecimento-sesi-no html
  4. http://www.cultura.rn.gov.br/contentproducao/aplicacao/sec.cultura/instituicao/gerafos/martins.asp
  5. http://mirantedocanto.blogspot.com.br/2012/mirante-do-canto-martins-rn 28html
  6. http://www.chalelagoadosingas.com.br

FOTOS:

  • Imagens Google
  • Acervo do Vento Nordeste
  • Foto da Cachoeira de Martins - "O Silêncio da Natureza" de Fábio Pinheiro - 3º Lugar no Concurso de Ecossistemas do Rio Grande do Norte, promovido pelo Idema- Natal/RN
  • Edição de fotos: Site Pic monkey


VÍDEO:

  • Martins, orgulho maior de cada pessoa - Produzido pelos alunos do ITEC - Instituto Técnico de Estudos Cinematográficos. Postado no You Tube por Carlos Tourinho em 12/01/2009.


Essa postagem é  dedicada a minha tia Maria, minha grande incentivadora para que eu fizesse essa viagem em busca se minhas raízes. É também para meus Sobrinhos Narciso e Adriana que me possibilitou realizá-la. E, é claro, ao meu avô Petronilo Rosa, martinense e sertanejo assumido - as lembranças dele tornaram essa viagem mais bonita e mais emocionante. Vento Nordeste agradece, meu coração mais ainda!

3 comentários:

  1. Que cidade linda é Martins Arilza!!! Como Nosso Nordeste , em especial nosso Estado do Rio Grande do Norte tem lugares belissimos que não fica nada a dever as do Sul e Sudeste. Nem só de Praia vivemos.Linda Serra De Martins!!!

    ResponderExcluir
  2. Verdade Marilda - nem só de praia vivemos. Descobrir as belezas do nosso interior, e particularmente do nosso sertão foi a coisa mais importante que me aconteceu nesses últimos tempos.Quero conhecer mais e mais... bjos

    ResponderExcluir
  3. Seu relato, simpaticíssimo, sobre a cidade de Martins, traz uma informação que até então eu desconhecia, veja só! Eu sabia que vô Petronilo era daquelas bandas, mas não sabia que ele era de Martins. Nos anos 90 visitei Martins, numa das mais interessantes viagens que fiz de carro, depois de tantos anos.
    Eduardo de Souza - Rio Branco/Acre

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...