FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

LAGOSTAS - SABOR TENTAÇÃO- IRRESISTÍVEIS, DELICIOSAS!






Uma iguaria sofisticada? Que nada! Nada nossa mesa ela é uma iguaria simples, como simples é a mão do pescador que nos presenteia.Ter casa em praia onde  a Lagosta é farta e ser amigo de pescador dá nisso: "trouxe umas lagostinhas pra vocês comerem com uma cervejinha". E a gente se farta de comer "lagosta assada na brasa" ou simplesmente aferventada na água com sal é limão". É bom demais! Vale registrar que isso só acontece na época em que a pesca está liberada.





A lagosta está entre os principais pratos dos melhores restaurantes do país. As receitas variam de acordo com a região.Ela pode ser assada, cozida, grelhada, gratinada e pode acompanhar pratos quentes e frios. Sua aceitação é maior quando servida sozinha com um molho especial. Sou fissurada em lagostas seja lá qual sua firma de preparo, mas uma, tem pra mim, um sabor muito especial: a Lagosta ao Termidor. Era o meu prato preferido, quando frequentava o antigo Restaurante da Rampa em Natal, lá pelo final dos anos 60 e in[ico dos anos 70. O Restaurante situado às margens do Rio Potengi, tinha muito charme e um cardápio maravilhoso - a lagosta então era divina!



LAGOSTA AO TERMIDOR






Sua origem é  francesa mas as explicações sobre como surgiu são controversas. Alguns a atribuem a dois irmãos, chefs do restaurante Maire, do Boulevard Saint-Dennis, em Paris, outros a creditam a Léopold Mourier, que dirigia o Café de Paris no final do século 19.
Thérmidor: "método de preparo de lagosta em que ela é dividida em duas no sentido do comprimento. A carne é cortada em cubinhos, mergulhada em molho mornay (clássico francês elaborado com molho branco, creme de leite, queijo ralado e temperado com pimenta-caiena) e recolocada em sua casca, polvilhada com queijo e levada para gratinar". (Maria Lúcia Gomensoro)






               Receita da Lagosta ao Termidor
                       
Para  a Lagosta

  • 2 lagostas
  • Sal a gosto
  • 2 colheres de sopa de suco de limão
  • 1 maço de coentro
                                 
              Para o molho:

  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 cebola cortada em cubos pequenos
  • 1/2 xícara de chá de vinho branco seco
  • sala gosto
  • pimenta do reino moída na hora
  • e colheres de sopa de farinha de trigo
  • e xícaras de chá de leite quente
  • 1/2 lata de creme de leite
  • 1/2 xícara de chá de queijo prato ralado no ralo grosso
                          
                                     Modo de Preparar 
                                 
           
1 - A Lagosta

  • Numa panela grande com água, mergulhe as lagostas e leve ao fogo para ferver.
  • Acrescente o sal, o suco de limão e o coentro
Cozinhe por cinco minutos, retire as tripas e reserve.


 2- O Molho

  • Em outra panela aqueça a manteiga, o azeite e doure a cebola.
  • Refogue a lagosta, adicione o vinho, o sal, e a pimenta do reino.
  • Retire a lagosta e reserve.
  • Preaqueça o forno em temperatura média.
  • Polvilhe a farinha de trigo sobre o molho da panela e acrescente o leite aos poucos, mexendo sem parar  para não embolar.
  • Junte a lagosta, o creme de leite e 2/3 do queijo prato.
  • Divida e mistura em quatro partes e recheie as quatro carcaças da lagosta previamente fervidas.Cubra com o queijo restante.
  • Leve ao forno por 10 minutos para gratinar.
  • Acomode numa travessa e decore a gosto.






Sobre Lagostas


  • Para deixar a carne mais macia não cozinhe a lagosta em água fervente. Coloque-a em água com sal e leve ao fogo para ferver durante 3 minutos, tempo suficiente para a lagosta cozinhar.
  • Outra maneira deliciosa de comer lagosta é assada na grelha.Corte a lagosta no sentido do comprimento e coloque na grelha por bem pouco tempo para a carne não ficar fibrosa.Sirva na própria carcaça, regando com manteiga derretida e suco de limão.
  • para soltar a carne da casca use uma faca de ponta, começando pelas bordas.Em seguida coloca-se a faca sob a cauda para levantá-la.Use o mesmo procedimento para a cabeça.



FONTES:

  • Pequeno Dicionário de Gastronomia -Maria Lúcia Gomensoro
  • Site da Sadia - Receita da Lagosta ao Termidor
  • Dicas de Angela Soares - Praia de Muriú - RN


FOTOS:

  • Imagens Google
  • Acervo Pessoal do Vento Nordeste
  • Edição de Foros: Ptrograma Pic-Nic do Yahoo/Brasil





4 comentários:

  1. Marilda Nascimento
    Somos duas Arilza,como dizia Tim Maia"Todo brasileiro deveria comer Lagosta na manteiga" kkk bjus
    há ± um minuto - sobre o meu comentário: " Sou fissurada em Lagostas"

    ResponderExcluir
  2. Beta Lima
    Eu tambem. Em Fortaleza era no restaurante do Nautico.
    há 2 minutos no facebook ·sobre o meu comentário: " Sou fissurada em Lagostas"

    ResponderExcluir
  3. Marilda Nascimento

    Sua amiga Beta falou em Paracuru, uma praia linda no Ceará, onde minha amiga tem casa lá e tivemos o prazer de ficar lá 1 semana. praia linda e comi lagosta lá muito fácil kkkk.Lembro que qdo eu era criança, meu pai ganhava tanta lagosta de presente, pois ele era funcionario do Porto de Natal, e muitos pesacdores, davam, comiamos lagosta sem comprar kkkkMeu marido que foi criado em Macau, lagosta era um prato básico kkkkk só estou falando isso pq hjmuita gente pode não acreditar devido o preço kkk bjos

    Comentário via Facebook

    ResponderExcluir
  4. Beta Lima

    Saudades. Na casa de praia (paracuru) do meu avo quando as jangadas chegavam ja separavam para ele as lagostas que vinham. Nao tinha ainda as fazendas de lagostas. Eram poucas as que os jangadeiros conseguiam.
    há 42 minutos ·no Facebook

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...