segunda-feira, 8 de julho de 2013

BODE GAIATO CROU ASAS E GANHOU O MUNDO - ARMARIA MAINHA, ASAS NÃM !




Que o povo nordestino tem senso de humor disso ninguém duvida. Quem na família não tem uma tia, um primo, uma irmã que é engraçado por natureza? Essas pessoas sabem rir da própria sorte e tem sempre um comentário que arranca gargalhadas. Sinto muita falta desse convívio, do jeito nada sutil de falar, do vocabulário que não uso mais, dos nossos costumes que aos poucos estão desaparecendo. Deve ser por isso que cai de paixão pelo Bode Gaiato. Ele resgata, tudo isso com o humor peculiar, típico do nosso povo. Isso sem falar que a figura dos personagens são indiscutivelmenrte hilárias. Junin é  com certeza, o bode mais querido dos últimos tempos e responsável pela gargalhadas de todos os que são presenteados com sua presença. Ele é mais um desses  parentes que nos faz rir de nós mesmos e da vida. Armaria mainha, nãm! 



BRUNO MELO 
O CRIADOR DO BODE GAIATO

BRENO E SUAS CIDADES:  RECIFE -
 TAQUARITINGA DO NORTE - CARUARU -E CAMPINA GRANDE (UFCG)



Breno nasceu no Recife. Ainda criança mudou-se para o município de Taquaritinga do Norte, interior de Pernambuco. Atualmente mora em Caruaru/ PE, zona agreste do estado, mas estuda engenharia elétrica na Universidade Federal Campina Grande / PB.
Muito tem se falado sobre a página criada pelo Breno, no início de 2013, que se utilizando de regionalismos para fazer rir, atingiu números impressionantes de aceitação na Web: 1.706.745 pessoas que curtiram a pagina e 1.001. 522  de pessoas falando sobre isso, nesse exato momento: às 16.48 horas, do dia 06/07/2013 





O pesquisador de cultura midiática, Fernando Fontanella, salienta o perfil agregador do bode."A página continua a prática popular de fazer autoreferência. Muitas imagens são sugeridas pelo público. As situações são compartilhadas por várias pessoas de fora do Nordeste. Eu, que não cresci aqui, me vejo em algumas situações analisa. Para Fontanella, o grande sucesso dele é o levantamento de situações típicas de coisas que causam reconhecimento.







O sociólogo Stuart Hall, autor do livro "Identidade Cultural na Pós-modernidade" afirma que o mundo globalizado. hoje, está sofrendo um processo de descaracterização, As pessoas estão ficando cada vez mais distantes de suas raízes velhos costumes, sem uma definição de valor, também, acerca de sua própria identidade.
O Bode Gaiato preenche um pouco o vazio deixado por essa descaracterização.Usando palavras, frases do cotidiano comum ao povo Nordestino, ele não apenas resgata, como valoriza essa cultura, criando uma forte identificação do povo que vivencia diariamente as situações representadas pelos personagens "Junin" "Mainha" Biu entre outros. Qual o nordestino que ao ver uma das suas figuras não pode associar imediaramente às suas raízes? Sua infância? Suas experiências?
Diferente de alguns críticos que argumentam tratar de preconceito, o Bode Gaiato retrata a maneira simples de um povo que possui uma cultura ainda muito bem  definida, traduzida na fala, nos gestos, costumes e crenças, na forma como ela é." (Will Filho - Opinião Crírtica - Bode Gaiato: o Fenômeno do Facebook: Preconceito ou Valorização?)



TIRAS MAIS POPULARES DO BODE GAIATO


 1º lUGAR 
MAIS DE 1000.000 COMPARTILHAMENTOS



2º LUGAR 
MAIS DE 90.000 COMPARTILHAMENTOS



3º LUGAR 
MAIS DE 50.000 COMPARTILHAMENTOS


Segundo o  Diário de Pernambuco até o mês de maio foram essas as três tiras mais populares do Bode Gaiato na página do Facebook. (Diáriode Pernambuco - Texto de Fernanda Guerra - Publicado em 05/05/2013). 



BODE GAIATO POR  SEU CRIADOR


                                BRENO CRIADOR DO BODE GAIATO E SUAS FOTOS
                                              DE CAPA E  PERFIL DO FACEBOOK




"A criação da página não foi premeditada. Estava de férias em casa, sem fazer nada, no tédio. Aí quis criar algo com um personagem nordestino, para ser diferente na temática e nas piadas de outros memes [expressões, piadas, frases e termos difundidos na internet]. Pensei logo num bode, até porque tudo fica mais engraçado quando é retratado por um animal, e adicionei um adjetivo bem regional, o gaiato, que é uma pessoa engraçada, brincalhona”.







"As montagens das tiras são bem simples. A imagem de fundo, da galáxia, muitas páginas de humor usam, é para parecer uma coisa meio ‘noiada’ mesmo, e os bodes eu procurei na internet, peguei aqueles com fisionomia engraçada", explicou. O nome do personagem principal, Junin, modo como muitos nodestinos falam Juninho, escolhi aleatoriamente."






"As ideias para as tirinhas partem de experiências vividas e observadas  por mim: A questão do leite no fogo, que a mãe sai e deixa a gente olhando, brigas com o irmão, isso tudo eu vivi. Mas as pessoas têm mandado bastantes sugestões, cerca de 25% são aproveitadas". Tomo cuidado no equilíbrio do humor. Eu fazia de tudo, sem restrições, mas agora eu ganhei um público diferente, que são os pais dos jovens que curtem a página, então estou fazendo mais piadas saudáveis."








"Tento abranger o maior público possível, não apenas os nordestinos, que se identificam na linguagem e situações das tiras. "Uma expressão que uso muito, o 'armaria, nãm' ('Ave Maria, não'), é do Ceará e Piauí. Com piadas simples, poucas expressões, atinjo mais gente"






"Não acredito que a página tenha um tom preconceituoso contra nordestinos ou incentive essa prática criminosa. "Algumas imagens já foram denunciadas, mas eu só recebo elogios, de todos os nordestinos que amam a página. Ela é muito bem aceita. Inclusive, recebo mensagens de pessoas fora do país, que dizem que matam a saudade do Nordeste com ela”.







"Acredito que o sucesso da página, está no fato de ele ter conhecimento de causa para fazer as piadas e as pessoas se identificarem com ela. "Eu não saberia fazer muitas piadas com gírias de outros estados, porque sou daqui", nasci no Recife, mas moro há oito anos em Caruaru, no Agreste do estado.'






"Nunca pensei que ia fazer esse sucesso todo. Minha rotina mudou muito. Passo praticamente a tarde falando com empresas que querem anunciar na página, tenho dado entrevistas, além do programa de humor em uma rádio em Taquaritinga do Norte (PE). Tento conciliar tudo isso"




HUMOR BEM À NORDESTINA



DONA ZEFINHA
 O RETRATO DA MÃE ZELOSA E MUITO BRABA










JUNIN SOFRE VIU? MAS RESPONDE!









E FOI ASSIM QUE JUNIN FOI DURMI DE COURO QUENTE










O MODO DE FALAR DO COTIDIANO NORDESTINO






                



        COSTUMES E CRENÇAS DO NOSSO NORDESTE                                     









E O BODE GAIATO GANHOU AS RUAS






A popularidade do Bode gaiato se fez presente nas manifestações de ruas que tomou conta do país nos últimos dias. No Brasil e em outros países foram vistos cartazes de protestos com a expressão que se tornou famosa: Armaria mainha, nãm!






BODE GAIATO CIDADÃO


Mas o Bode Gaiato, antenado com a situação do país também marcou presença na web com tiras hilárias, onde seus personagens expressavam sua cidadania. 








O humor praticado por Breno rendeu-lhe publicidade na página, com fabricação de camisetas, e até um programa em uma rádio do interior. A linha, diz, é defender e espalhar elementos da cultura nordestina, do modo de falar ao cotidiano.
Breno chama a atenção para problemas que vem tendo, com  reproduções falsas (fakes, como são chamadas). “Tem uma que já postou imagens com frases pornográficas e palavrão. Isso pode gerar preconceito. Não é a linha do Bode Gaiato”, explica que já contou 32 imitações.


FONTES:

  • Pesquisas Google- Sites:
  • https://www.facebook.com/ObodeGaiato?fref=ts
  • http://www.opiniaocritica.com.br/2012/06/bode-gaiato-o-fenomeno-do-facebook.html
  • http://www.ufcg.edu.br/prt_ufcg/assessoria_imprensa/mostra_noticia.php?codigo=14052
  • http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2013/05/bode-gaiato-criado-por-recifense-vira-mania-e-atinge-multidão-de-fas-na-web.html
  • http://www.jornaldaparaiba.com.br/polemicapb/2013/05/13/bode-gaiato-vira-febre-na-web/#stash.Fl4eykqJ.dpuf
  • Diário de Pernambuco -Texto de Fernanda Guerra - Publicado em 05/05/2013

Fotos:
  • Acervo do Bode Gaiato na Página do Facebook
  • Outras imagens disponíveis no Google
  • Edição de fotos: Site Pic Monkey



11 comentários:

  1. Elma paraense com muito orgulho.5 de agosto de 2013 18:39

    Eu achei muito legal Breno continue resgatando suas raízes nordestino.

    ResponderExcluir
  2. Armaria esse povo pensa q td é preconceito,nãm povo, sou baiana, moro no RJ e morro de saudades da minha terra, e essa página do bode gaiato é um sopro de alívio, dá para matar as saudades, e tem mtas situações que já aconteceram comigo, e outras obvio que não, mas amo essa página, parabéns Breno

    ResponderExcluir
  3. moro em Miami USA e o bode gaiato é nossa maior alegria. é como se tivesse de volta ao nordeste.
    Parabens pela criatividade Breno.

    ResponderExcluir
  4. todo nordestino que está morando fora do Nordeste é que sabe a alegria de rir com esse bode gaiato! kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Criei um blog inspirado no Bode Gaiato, é o
    beradeirodigital@blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Sensacional cara gostei

    ResponderExcluir
  7. esse menino (o criador) é muito inteligente, aqui em casa morremos de rir com o bode gaiato, minha mãe adora, ela é tal e qual a mãe de junin. parabéns

    ResponderExcluir
  8. Não sou nordestina, mas me identifiquei com a mãe de Junin. Parabéns ao criador do Bode gaiato sou fã do seu trabalho. . Muito criativo. Uma maneira excelente de divulgar a cultura nordestina.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...