FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

terça-feira, 18 de junho de 2013

A ARTE DE LUZIA DANTAS - UMA DAS MAIS IMPORTANTES ARTESÃS DO NORDESTE BRASILHEIRO







No ano passado ganhei de uma grande amiga, uma imagem de Santana feita por Luzia Dantas. Não sei que outro presente poderia me deixar mais feliz! Sempre fui apaixonada pelos trabalhos de Luzia. Suas figuras são ricas em detalhes e o movimento que ela imprime em suas peças é perfeito. Mas, o que mais me impressionou na Santana que Mariazinha me presenteou foi que, mesmo depois de ter sofrido mais de um acidente vascular, Luzia ainda consegue fazer, de cada peça sua uma obra de arte, tal minuciosidade de detalhes gravados na madeiracom muito esmero e requinte, coisas que só uma grande artista é capaz se fazer.



Eis a minha Santana





A seridoense Luzia Dantas é a santeira mais importante do Rio Grande do Norte. Desde criança dedica-se a produzir obras que retratam tipos populares e a vida dos nordestinos: casas de farinha, vaquejadas, carros de boi, retirantes. No entanto foi fazendo santos que se tornou famosa. Suas peças de Arte Sacra como a Santana, Santa  Luzia, Nossa Senhora da Conceição e São Francisco são consideradas obras primas.






Luzia faz suas esculturas com a madeira da umburana, pequena árvore da caatinga e usa como instrumentos de trabalho: canivete, sovela, escopo, serrote, lixa, faca e facão.
Suas esculturas em estilo barroco impressiona pela riqueza de detalhes sempre minuciosos, delicados  e muito bem acabados - perfeitos! Em cada peça por ela produzida observa-se a habilidade da artesã, nessa arte de esculpir em madeira.




 





Luzia Dantas nasceu em Rio da Cachoeira, município de São Vicente, região do Seridó, Rio Grande do Norte,  em 27 de fevereiro de 1937. Morando numa fazenda, alguns quilômetros distantes da pequena cidade de São Vicente, Luzia não sofreu influência de qualquer outro artista popular. Começou a talhar na madeira o que gostava desde criança. E quando recebeu sua primeira encomenda não parou mais. Mudou-se, ainda menina, para Currais Novos, onde mora até hoje.








Luzia sobrevive da sua arte. À medida que os anos passam, mais chegam encomendas a seu modesto atelier, a ponto de Luzia precisar estabelecer prazos para atender os clientes de todo mundo. Já não dá conta de quantas peças já fez, nem para onde foram levada. Sabe apenas, que estão espalhadas em várias cidades do Brasil, dos Estados Unidos e em alguns países Europeus.
Na Capela do Marco de Touros no Rio Grande do Norte , se encontra a maior escultura que já fez: uma Nossa Senhora dos Navegantes de 1.10m, encomendada pelo professor  Oswaldo de Souza.




VAQUEJADA


OS RETIRANTES




O CASAMENTO





LUZIA DANTAS POR ELA MESMA




"Aqui em Currais Novos fui a primeira a fazer essas coisas, Uma vez, faz muito tempo, vi uma peça do Chico Santeiro, que já faleceu, Minha irmã Ana Dantas, que também já se foi, fazia esse trabalho em madeira. Mas fui a primeira. Minha mãe fazia bonecos ded casca de melancia pra gente brincar. Eu comecei a fazer bonecas de madeira, Logo os vizinhos encomendavam para os filhos deles e a coisa foi aumentando. Eu pegava pedaços de lenha de imburana e fazia meus bichos. Eu assistia a vaquejada, as corridas de boi e cavalo e corria para casa e fazia o que via. E assim foi. As pessoas pediam e eu fazia. Sei que a arrte da madeira não é todo mundo que tem, A talha (ou entalhe) é mais fácil, mas fazer a figura inteira é difícil."







"Eu gosto de fazer as coisas bem detalhadas. Acho que coloco nas peças as feições que me são familiares. Faço cada parte e depois monto com cola branca. Cada um tem um rosto. Ás vezes a pessoa traz uma foto para eu  me inspirar pro rosto do santo encomendado e às vezes a  foto é feia. Quando eu faço meu rosto, deixo todos bonitos."




 LUZIA DANTAS  PELOS APRECIADORES DA SUA ARTE






" há um halo visível nos santos de madeira que ela constroi com a delicadeza de suas mãos, com  a pureza de sua alma.Luzia Dantas é a mais inspirada  artesã do Rio Grande do Norte, se não do país." Luiz Carlos Guimarães - poeta seridoense.








" quando alude sobre temas do cotidiano, como vaquejadas, casas de farinha, retirantes, seu estilo é fundamentalmente realista. Contudo quando trabalha a madeira, em função das imagens sacras, seu estilo é fundamentalmente barroco" - Antônio Marques - Professor de História da Arte da UFRN.








" À maneira de alguns grandes mestres ( que ela jamais conheceu) costuma colocar nos santos que esculpe o rosto de parentes, amigos, visinhos." Iaperi Araújo - Artista Plástico e Crítico de Arte.







O RECONHECIMENTO OFICIAL DO TALENTO DE LUZIA DANTAS








Em 2012, Luzia Dantas, que figura no catálogo  brasileiro de artesãos,  foi homenageada na 17ª edição de Fiart. Aos 75 anos, a artesã comemorou a presença em cada uma das edições da Fiart desde a primeira. "Perdi apenas uma por problema de saúde, mas acompanhei todo evento", afirmou Luzia.
Na foto, a artesã recebeu das mãos da governadora Rosalba Ciarlini uma obra do mestre Edvaldo Santiago que retrarta o ofício exercido pelos expositores presentes no evento.


ENDEREÇO DO ATELIER DE LUZIA DANTAS




Rua Dona Germana, 72 – Centro
59380-000 Currais Novos, RN
(84) 3412-1126




FONTES:

  • A Mulher Potiguar - Cinco Séculos de Presença - Fundação José Augusto - Governo do Estado do Rio Grande do Norte - Governador - Garibaldi Alves Filho
  • Pesquisas Google - Sites:
  1. http://artesanatopotiguar.com.br
  2. http://tribunadonorte.com.br/print.php?not_is=238788
  3. http://www.onordeste.com/enciclopediaNordeste/index.php?titulo=Luzia+Dantas&ltr=i&id_perso=1282
  4. ttp://marcosdantas.com/blog/artesa-de-currais-novos-homenageada-na 17a-edicao-da-fiart

FOTOS:

  • Acervo do Fotógrafo Potiguar Alex Gurgel
  • Acervo do Vento Nordeste
  • Imagens disponíveis no Google
  • Edição de Fotos:ite PicMonkey



5 comentários:

  1. Essa Postagem é dedicada a duas grandes amigas: Maria Duarte e Nazira Vargas. Com as duas aprendi a me interessar e amar, não só o trabalho de Luzia Dantas, mas toda Cultura Popular Nordestina. Às duas todo meu carinho e o meu agradecimento especiual pela Santana: a Mariazinha pela idéia do presente e a Nazira, pela disponibilidade de comprá-lo.
    Cada cada vez que olho para a Imagem de Santana, agradeço a Ela as amigas que tenho. E com certeza ela está cuidando de nós três. Bjos pra duas.
    Arilza/Vento Nordeste

    ResponderExcluir
  2. Arilza, minha amiga: Que bom saber que de alguma forma dei a minha contribuição para que você conhecesse e passasse a amar a arte de Luzia Dantas e consequentemente se interessasse em aprofundar o seu conhecimento sobre a rica Cultura Popular Nordestina. Como você, amo este pedaço do Brasil e tudo que brota da alma nordestina como forma de expressão desse povo tão simples e maravilhoso ! Amo o meu Seridó ! Obrigada por ser uma das escolhidas por você para dedicar essa linda postagem ! Um carinhoso abraço. Maria

    ResponderExcluir
  3. Nazira Abib Vargas Luzia é mesmo maravilhosa.. Dela tenho comigo, um SAÕ JORGE DADECADA DE 1960 quando a localizamos em SAÕ VICENTE , e a levamos para uma magnifica EXPOSIÇÃO DENOMINADA: A ARTE QUE SAI DAS NOSSAS MAÕS< REALIZAÇAõO DO MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE BASE. CINQUENTA ANOS DEPOIS, REENCONTRO LUZIA EM CURRAIS NOVOS>>> E DELA ME ACOMPANHA AGORA, UMA SANTANA E UM ANJO PROTETOR...

    ResponderExcluir
  4. Hoje conheci a obra de Luzia Santana. Paixão a primeira vista! Coleciono obras Sacras há alguns anos, tenho peças de vários artistas brasileiros. Essa será a primeira vez que terei o prazer de juntar as minhas peças uma obra de Luzia Santana.

    ResponderExcluir