FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

sábado, 2 de maio de 2015

A BELA MATRIZ DE SANT'ANA EM CURRAIS NOVOS/RN






Não há quem não se encante com a Matriz de Currais Novos, dedicada a padroeira da cidade. A Matriz de Sant'Ana é certamente um dos mais belos momumentos da cidadeConstruída em estilo gótico romano, com detalhes rococó nos frontais, a Igreja, de cores internas vibrantes, é bem conservada. Em 1980 passou por uma grande reforma quando foi realizado um grande e meticuloso trabalho de restauração em toda madeira, as telhas e o forro, também de madeira, substituído por laje de concreto.







A atual Igreja Matriz de Currais Novos, teve como origem uma capelinha simples construída em 24 de fevereiro de 1808, como pagamento de uma promessa feita pelo Coronel Cipriano Lopes Galvão.
Segundo relatos de Celestino Alves, em Retoques da História de Currais Novos, o Coronel, aflito com a grande seca de 1755, fez uma promessa: " se Deus fosse servido para que chovesse e enchesse as cacimbas para escapar o gado, ele erigiria uma capela em homenagem à gloriosa Senhora Santa Ana na sua fazenda"
Tal promessa foi feita em 26 de julho, dia em que a água acabou totalmente. Na mesma noite, choveu e os rios e cacimbas encheram, formando um novo poço próximo aos currais, que passou a ser chamado de Poço de Sant'Ana.








O Coronel Cipriano morreu em 1764. Coube então a seu filho mais velho, o Capitão-Mor Cipriano Lopes Galvão cumprir  a promessa do pai, doando "meia légua de terra" na ponta da Serra do Catunda, para a construção da capela.
Em 1808, a dita promessa foi cumprida. A autorização para a construção, foi outorgada pelo Bispo de Olinda em 24 de fevereiro de 1808. Em julho do mesmo ano, mais precisamente no dia 26, o Padre Francisco Brito Guerra faz o lançamento da Pedra Fundamental. A doação das terras para a construção da Capela, está registrada em escritura lavrada em 5 de janeiro de 1808.





Com o passar do tempo, a antiga capela, já Matriz, não mais condizia com as cerimônias litúrgicas e o número de fieis. No dia 11 de outubro de 1889, o antigo templo foi demolido para dar lugar ao atual, um monumento religioso bem maior e bem mais bonito. 





No seu interior a  igreja exibe em seu altar-mor (gótico com influência barroca) a imagem da padroeira, Sant’Ana, trazida de Recife ainda em 1808, pelo Capitão-mor Galvão, ladeada de São José e São Joaquim.





À direita do altar, esculpido em madeira de cedro, está um grande Cristo Crucificado. Outras imagens de Santos complementam o belo cenário da igreja: Gruta Nª Senhora de Lourdes e Santa Bernadete -  Nossa Senhora de Fátima - Coração de Maria - Nossa Senhora da Conceição -  Nossa Senhora Aparecida -  Nossa Senhora do Perpétuo Socorro  - São Francisco -  Santo Antonio de Pádua - São Sebastião - Santa Terezinha - Nossa Senhora Soledade -  Nossa Senhora das Graças -  São Tomaz de Aquino - Santa Joana D’arque -  Santa Tereza.









A GRUTA DE LOURDES

Um dos recantos da Igreja abriga a Gruta de Lourdes, construída em 1929, por Manoel Tomaz de Araújo juntamente com o Padre Ulisses Maranhão, vigário da paróquia na época. A gruta foi pintada e decorada por dona Neuzinha. esposa do médico da cidade Dr. José Neves. As pedras que decoram a gruta foram trazidas de Portugal.






O VELHO RELÓGIO DA MATRIZ


Na parte externa da igreja, no alto da torre, o velho relógio repete com um sinal sonoro, a chegada de cada hora cheia e emite um outro sinal a cada meia hora.  O relógio, presente do senhor Francisco de Oliveira Galvão em 1917, é dos poucos no Rio Grande do Norte que funciona e está em perfeito estado.O equipamento até hoje adorna a torre da matriz, marcando o ritmo do tempo.




A  Matriz de Sant’Ana também serviu para guardar os restos mortais de algumas personalidades marcantes da história da cidade como o Capitão Mor Cipriano Lopes Galvão, Padre Manoel Joaquim, Monsenhor Paulo Herôncio e Monsenhor Ausônio Araújo, além de Adelmara Chacon de Mello.








A FESTA DE SANT'ANA PADROEIRA DA CIDADE








Por tradição o mês de Julho em  Currais Novos é dedicado a Sant'Ana,  avó de Jesus, mãe de Maria. A programação portanto, antecede ao dia da padroeira. A festa é um evento religioso-sócio-cultural de grande projeção, atraindo visitantes e turistas de outras cidades. A programação religiosa consta de novenas, missas, visitas domiciliars da imagem peregrina, e a procissão no dia dedicado a padroeira -26 de julho.











Na parte social acontecem os leilões, a feirinha de Sant'Ana, as barracas de artesanato, as barracas comidas regionais, além de shows com artístas convidados. O jantar de Sant'Ana, o baile da nostalgia, a feirinha do agricultor  e a cavalgada de Sant'Ana são destaques nos festejos da padroeira. A Procissão, que se realiza  desde a inauguração da primeira Capela em 1808 é o ponto alto das homenagens a Sant'Ana  em Currais Novos.







FONTES:
  • Pesquidas Google / Sites:
- Site Oficial da Prefeitura de Currais Novos
http://www.curraisnovos.rn.gov.br/portal1/municipio/historia.asp?iIdMun=100124035

-  Revista Seridó on line : Currais Novos  e Religião Denise Santos Fotos: Alberanir / Mazilton

FOTOS:
  •  Acervo do Vento Nordeste
  •  Imagens Google/Sites:
https://www.facebook.com/ParoquiaDeSantAnaDeCurraisNovos/photos_stream
- http://blogtangaraense.com.br/wp-content/uploads/2014/07/42.jpg
- http://www.natalonline.com/interior/currais-novos
-http://saovicentenews.blogspot.com.br/2012/07/festa-de-santana-de-currais-novos.html
-http://mestresemrede.blogspot.com.br/2011/07/festa-de-santana-em-currais-novos.html
- http://saovicentenews.blogspot.com.br/2012/07/festa-de-santana-2012-chegou-ao-fim.html
ttp://robertosociologo.blogspot.com.br/2011/07/historia-da-festa-de-santana-de-caico.html






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...