FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

terça-feira, 27 de maio de 2014

NO ALTO DE SANTA RITA DE CÁSSIA A MAIOR ESTÁTUA CATÓLICA DO MUNDO





"Ela é maior que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro" diziam os amigos, cada vez que eu chegava em Natal, com um ufanismo bem peculiar de quem se orgulha do que temos de melhor no nosso estado. Mas só esse ano tive oportunidade de  ir a Santa Cruz, ver a tão famosa Estátua. De perto a imagem impressiona pela tamanho da obra e riqueza de detalhes, como a Cruz  e a Folha que segura em ambas as mãos. Imponente e exuberante, do alto do seu patamar, no topo do morro do Carmelo, Santa Rita de Cássia abençoa e saúda a todos que chegam ou simplesmente passam pela cidade. E eu estava lá para ser abençoada também.
.



No Estado do Rio Grande do Norte, a cidade de Santa Cruz, na Borborema Potiguar, zona agreste do estado, despontou no cenário turístico religioso brasileiro. Localizada a 115 quilômetros de Natal, capital do Estado, Santa Cruz conquistou o título de Cidade Santuário em outubro de 2009. Seu ícone é o monumento em homenagem à padroeira Santa Rita de Cássia. A estátua  tem atraído fieis e curiosos de todo o País, se firmando como um dos principais destinos turísticos religiosos do Brasil.









A estátua, situada no topo do monte Carmelo é tida como a mais alta do Continente Americano e a maior imagem católica do mundo. Medindo 56.0 metros de altura total ( 42.0 m de altura da imagem mais 14.0 m de pedestal) a imagem é vista por praticamente toda cidade











SANTA RITA DE CÁSSIA PADROEIRA DA CIDADE DE SANTA CRUZ







Considerada a advogada das causas impossíveis, a devoção a Santa Rita de Cassia chegou ao Brasil, desde a época da colonização, pelos portugueses.
O primeiro templo dedicada à Santa foi construído no Rio de Janeiro. Hoje são inúmeros os Santuários e paróquias dedicados a Santa Rita. Em solo potiguar, mais precisamente na cidade de Santa Cruz, a primeira capela data de 1826, construída de forma rústica pelos fundadores do povoado que eram devotos da Santa.



IGREJA MATRIZ DE CURRAIS NOVOS 
TEMPLO DEDICADO A SANTA RITA DE CÁSSIA DESDE A FUNDAÇÃO DA CIDADE







O ALTO DE SANTA RITA DE CÁSSIA




O complexo turístico e religioso idealizada pelo Deputado Estadual Tomba Farias, está localizada às margens da BR-226, no município se Santa Cruz. Sua construção teve inicio em novembro 2007 e foi inaugurada em 26 de junho de 2010. A obra é do engenheiro escultor Alexandre Azedo de Lacerda, que contou com o engenheiro Argemiro Brito de França para sua execução.












O Alto de Santa Rita está aberto para visitas diariamente, das 7.00 h às 18.00 h, com celebração de missas na quarta-feira às 16.00 horas, no sábado às 11.00 horas e no domingo com duas celebrações: às 10.00 h e ás 14.00 horas.








O Complexo Alto de Santa Rita conta ainda com uma capela, sala de ex-votos, auditório com capacidade para 225 pessoas, lojinhas de artigos religiosos, restaurante, lanchonete, banheiros e estacionamento.













    
       
A CONSTRUÇÃO DO TELEFÉRICO
                   
                                 

A Prefeitura de Santa Cruz construirá um Teleférico, com o objetivo de colocar o município de Santa Cruz entre os principais destinos turísticos do Rio Grande do Norte. A obra, que reúne uma estrutura moderna, foi idealizada pelo Deputado Tomba Farias, o mesmo que planejou o Alto de Santa Rita, será entregue em breve à população.
       Vejam algumas imagens da maquete que foi entregue à Prefeitura

                 







FONTES

  • Jesiel Bezerra da Silva - Santa Cruz a Gente não Esquece - KMP Gráfica e Editora Ltda. - 2012/RN
  • Pesquisas Web/Google:

  1. http://pt.wikipedia.org/wiki/?Est%C3%A1tua_de-santa_Rita_de_C%C3%A1ssia
  2. http://santacruzdotrairiemdestaque.blogspot.com.br/2012_11_01_archive.html
  3. http://tribunadonorte.com.br/noticia/mtur-aprova-projeto-de-estimulo-ao-turismo-n0-rn/254292
  4. http://www.facebook.com/AltoDeSantaRitaDeCassia




FOTOS

  • Imagens Google
  • Site:http://www.skscrapercity.com/showthread.php?t=596696
  • Tribuna do Norte - foto de Alex Régis
  • Acervo do Site Alto de Santa Rita no Facebook
  • Acervo do Site da prefeitura de Santa Cruz
  • Arquivo do Vento Nordeste






segunda-feira, 26 de maio de 2014

A MAJESTOSA PEDRA DO NAVIO (OU PEDRA DO CRUZEIRO) EM CURRAIS NOVOS/RN





Contemplar a  "Pedra do Navio" ou "Pedra do Cruzeiro" como quer a geração mais nova, é no mínimo intrigante. Ninguém permanece contemplativo diante desse paredão. A curiosidade fala mais alto e dá vontade de tocá-la, de ver de perto se existe alguma argamassa, alguma "cola" que dê indícios de uma construção feita pelo homem. Mas nada existe, é pura arte da natureza.
Saí de lá com a certeza de que a pedra não é apenas aglomerado de pedras superpostas. Tem muito de história, e explicações científicas em torno dela. Tem muito de Deus. Não foi à toda que ela se tornou um símbolo da religiosidade da cidade.







A Pedra do Navio ou Pedra do Cruzeiro é uma das formações rochosas mais famosas do município de Currais Novos. Segundo Marcos Nascimento do Projeto Geoparque Seridó, a formação rochosa a qual pertece a Pedra do Navio é muito comum na região de Currais Novos e Parelhas. " Na realidade temos ali um dique (feição magmática/ígnea tabular em posição vertical- como um dique de represa, por exemplo) de pegmatito (rocha plutônica com minerais grande tamanho de cor clara). Os minerais que formam erssa rocha são feldspatos ( cor rosa a creme), quartzo ( cinza claro), plagioclásio (branco), além de biotita (verde escuro a marrom), muscovita (incolor). Esses últimos assemelham-se a escamas de peixe.Essas rohas tem em média 515 milhões de anos.
Por ser um dique, ele corta rochas preexistentes, que no local do Morro do Cruzeiro são formadas por micaxisto. Rocha de cor cinza escura formada principalmente por biotita e granada"  afirma  Marcos Nascimento. 





O  rochedo esculpido no decorrer dos anos pela ação do vento, chuva e  erosão, à primeira vista parece montado manualmente, peça á peça. A geologia e a história explicam que o leito do rio São Bento passava acima das pedras e, com a erosão, as águas foram deslocando pedras menores, não conseguindo arrastar o grande bloco que, dentro do rio lembrava uma embarcação.





Sob a gigante formação está uma cruz talhada em madeira pelo mestre Oliveira, datada de 1900, trazendo o martelo, o torquês, os cravos e a coroa, símbolos da crucificação de Cristo. Anteriormente situada em frente à igreja Matriz, marcando passagem do século XX, a cruz foi retirada por ordem do padre Ulisses Maranhão, pároco da época. e introduzida no atual local em 1º de janeiro de 1930.


Óleo sobre tela - Missa no Cruzeiro
Assis Costa - 2012



Em 1087 a Pedra do Navio foi escolhida como marco do II Congresso Eucarístico Paroquial idealizado pelo padre Ausônio de Araújo Filho que, instituiu no local missas celebradas sempre no último domingo do mês. A placa comemorativa ali instalada sofreu ações de vândalos e se encontra pichada sem que as autoridades administrativas tomem alguma providência - infelizmente.






O  cruzeiro pode ser vislumbrado de quase todos os pontos da cidade.  O acesso até ele é feito é por uma estrada pavimentada, ao lado do Santuário Nossa Senhora de Fátima, no bairro Paizinho Maria. Ao longo do caminho, é possível encontrar pequenos paredões com janelas naturais, além de imensas cercas de avelós, planta muito usada no Nordeste para a divisão de propriedades. Uma vez, no local da pedra pode-se  desfrutar da mais bela vista panorâmica da cidade de Currais Novos.





O belo rochedo faz parte do roteiro turístico da cidade. Além dos visitantes, o local atrai também os amantes dos esportes radicais que escalam suas paredes em busca de aventuras.

                   
                              
Visão panorâmica de Currais Novos
 vista da Pedra do Cruzeiro









FONTES


 1  -  Grande parte do texto foi transcrito da Revista Curraes Novos -Edição Ano II - Nº 2 de Julho de 2011.Cotidiano - página 16: As Pedras contam a história - por Fagner Farias, Valdir Waldik e Mazilton Galvão.

2 - Pesquisas Google

  • SEMTUR - Secretaria do desenvolvimento de Turismo de Currais Novos.
  • Projetos Geoparques do Seridó - Serviço Geológico do Brasil
  • Marcos Nascimento - caxexa@yahoo.com.br Projeto Geoparque Seridó 

FOTOS 

Imagens Google - Sites:

  • http://semturcn.blogspot,com.br/2012/03/atrativo-turistico-pedra-do-navio-ou.html
  • http://www.cprm.gov.br/geoecoturismo/parques/serido/caridade.html
  • http://assiscostaartistapotiguar.blogspot.com.br/2012/03/missa-no-cruzeiro-2012.html
  • http://www.panoramio.com/user/1254388/tags/Padra%20do%20Navio
  • Acervo do Vento Nordeste


sexta-feira, 23 de maio de 2014

O PARQUE TEMÁTICO MINA BREJUÍ EM CURRAIS NOVOS/RN - Um lugar para ser visto, apreciado e divulgado





É impossível não sair de lá fascinado com a beleza do lugar e abarrotado de conhecimentos sobre a história da nossa mineração, sobre os recursos minerais do nosso estado, sobre os processos de exploração do  minério mais precioso da região - a scheelita. 
A visitação à mina serviu, entre outras coisas, para que eu pudesse refletir sobres as condições de trabalho do minerador, conhecer de perto os perigos e doenças enfrentados por esses profissionais que trabalham embaixo da terra. E de repente me dei conta, de quanto trabalho pesado, quanto sacrifício, quantas vidas há por trás de uma" simples ponta de uma caneta bic". 





A mina Brejuí e seu Parque Temático integram o roteiro Seridó de turismo. Inserido na área da mineração, distante cerca de 10 km do centro da cidade de Currais Novos, o parque  tem como atrativos principais:

  • A visitação ao Museu Mineral Mário Porto e Memorial Tomaz Salustino
  • A Igreja de Santa Teresa D'Ávila
  • A gruta de Santa Bárbara
  • O Parque das Esculturas
  • A visita guiada pelo túneis e galeria da mina
  • O mirante das Dunas
  • A vila dos operários

O parque está aberto à visitação pública diariamente, das 7.00 h às 11.00 h e de 13.00 h às 17.oo h
Telefone (84) 3431 1823




O MEMORIAL TOMAZ SALUSTINO E O MUSEU MINERAL MÁRIO MOACYR PORTO






No ano 2000, enquanto a empresa estava com as atividades paradas, o Conselho da Mineração, com a ajuda de pessoas da família, criaram o Memorial Tomaz Salustino.
O Memorial resgata e realça a vida política, social e cultural do proprietário da mina. Nele estão expostas fotografias e objetos pessoais do Desembargador Tomaz Salustino além de outros objetos da empresa, como  o primeiro computador usado  na década de 60. 





1º COMPUTADOR DA EMPRESA



O Memorial divide espaço com o Museu Mineral Mário Moacyr Porto, que foi inaugurado oficialmente em 06 de Setembro de 2006. Inúmeras rochas e minerais da região do Seridó estão expostas, com destaque para a   scheelita de onde se extrai o tungstênio. metal usado no revestimento de aeronaves, em turbinas e caixa-preta de aviões, brocas de perfuração de poços de petróleo, filamentos de lâmpadas elétricas, pontas de caneta bic entre outros.
Com o auxílio do mineralight- o equipamento usado no estudo da fluorescência dos minerais. é possivel se ver a scheelita na rocha. 



Visualização da scheelita com o auxílio do Mineralight 
( Mineral de cor clara)




Milhares de visitantes lá já estiveram, principalmente alunos de escolas do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, além de  outros milhares de estrangeiros. O Museu está inscrito no Museu nacional como membros da Associação de Museus e é considerado um dos quatro melhores do país.











A CAPELA DE SANTA TEREZA D'ÁVILA



Projetada por um arquiteto Francês na década de 50, a capela de Santa Tereza D'Ávila, da Mina Brejuí, é uma das mais belas de Currais Novos. Construída a mando do Desembargador Tomaz Salustino, foi inaugurada no dia 29 de junho de 1954. No interior da Capela são encontrados mármores importados da Itália, lustres de Minas Gerais e a imagem da padroeira, trazida de Portugal.












 A GRUTA DE SANTA BÁRBARA


A gruta de Santa Bárbara foi toda construída com minérios e minerais da Mina Brejuí, em 1965, pelo engenheiro boliviano Jorge Bedoya. Foi colocada na parte mais alta da mineração para que pudesse ser vista por todos os funcionários que trabalhassem ali. A imagem de Santa Bárbara  foi trazida da Bolívia pelo engenheiro que construiu a gruta, que era devoto da santa .Posteriormente os operários da mineração também adotaram a santa como protetora dos operários, que os protegem, entre outras coisas, dos raios e trovões. Santa Bárbara é comemorada com festejos no dia 4 de dezembro.






O PARQUE DE ESCULTURAS




Espalhadas na enorme área, logo na entrada da mina, as esculturas feitas de lata, retratam alguns temas ligados ao minerador e seu trabalho na mina Brejuí.


                                           
                                       








            VISITA AO TÚNEL E GALERIA
                                 DA MINA






A visita guiada a uma das galerias onde se extraia o mineral é o ponto alto da visitação ao Parque Temático Mina Brejuí. 
O passeio por cerca de 300 metros de túneis e galerias devidamente adaptados à visitação turística. onde pode-se conhecer as rochas da região, as chaminés por onde passava o minério para o outro lado , e as colunas de sustentação da mina.
Para chegar na galeria destinada à visitação, um trenzinho, puxado a trator, sai da frente da sede da mineração e leva o visitante até a boca do túnel,





Durante a visita, sempre acompanhada de um guia do parque, conhecemos um pouco a história da exploração da scheelita e os locais onde são feitas as escavações.
Dentro da galeria, uma parte tem iluminação mas à medida que adentramos  a escuridão só é quebrada por fachos de luz de  que nos mostram os filões do minério na terra.






Uma das coisas que me chamou atenção, dentro do túnel, foi o pó captado pela máquina fotográfica, enquanto fotografava as galerias aparentemente limpas do local desativado. A explicação dada pelo guia, era de esse pó vinha de uma galeria ativada do outro lado. Esse é um dos grandes problemas que afetam o minerador: a inalação de finas partículas de poeiras químicas, que acabam gerando graves problemas pulmonares.


                                   PARTÍCULAS DE POEIRA QUÍMICA CAPTADAS
                                                  PELA MÁQUINA FOTOGRÁFIA


Outros problemas afetam a saúde dos operários da mineração. Os mais comuns são os acidentes com eletricidade, com explosivos, queda de rochas, corpo estranho nas córneas, ferimentos na pele, esforços repetitivos, postura inadequada, levantamento  de peso em excesso.







O uso de equipamentos de proteção  individuais (EPIs) que melhoram as condições de trabalho e do ambiente, bem como a fiscalização da atividade e o respeito as normas que disciplinam esta atividade  estão presentes na Minha Brejuí. Fui informada de que o trabalhador da mina se aposenta com 10 anos de trabalho





O MIRANTE DAS DUNAS






O acúmulo dos resíduos minerais, formam dunas enormes. O visitante pode apreciá-las e até chegar ao topo delas, de onde pode observar toda beleza da região serrana que tem por destaque  a serra do Chapéu.



A VILA DOS OPERÁRIOS






GRUPO ESCOLAR DA MINA 



O GRANDE EMPREENDEDOR DESEMBARGADOR TOMAZ SALUSTINO





Tomaz Salustino Gomes de Melo. nasceu em Acari/RN no dia 06 de agosto de 1880.Filho do Cel. Manoel Salustino Gomes e Dona Ananília Regina de Araújo. foi casado com Dona Tereza Teraza Bezerra Salustino com quem teve 13 filhos.
Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de Recife/PE. Primeiro Juiz de Direito designado para a comarca de Currais Novos, representando além desse  município, a cidade de Florânia em três legislaturas.
Foi deputado e como tal atuou na Constituinte de 1915, que reformou a Constituição Estadual do Rio Grande do Norte.
Foi nomeado Desembargador do Tribunal de Justiça do RN em 1940.
Exerceu o cargo de Vice-Governador do RN, para o qual foi eleito juntamente com o Dr. José Augusto Varela para o período administrativo de 31 de julho de 1947 a 31 de janeiro de 1951.




Estátua do Des. Tomaz Salustino em Currais Novos


Homem de visão e grande empreendedor, Tomaz Salustino, soube como poucos acumular uma fortuna a ponto de ser considerado na época um  dos homens mais ricos do mundo. Muitos  o chamavam de o "Rei da Scheelita".

Deixou um grande legado na cidade de Currais Novos construindo uma infra-estrutura para impulsionar o desenvolvimento da cidade, como campos de pouso, a Rádio Brejuí, o Hotel Tungstênio, um Cine-Teatro, a Agência do Banco do Brasil, Posto de Saúde e Puericultura, a Capela de Santa Tereza D'Ávila.
Faleceu  em 30 de junho de 1963, em Natal-RN, sendo sepultado no Cemitério de Santana em Currais Novos.





FONTES: PESQUISAS WEB


  • http://minabrejui.com.br/site/
  • http://www.minabrejui.com.br/historia.html
  • https://www.facebook.com/ParqueTematicoMinaBrejui
  • http://pt.wikipedia.org/wiki/Currais_Novos
  • http://jonatasarquivos.blogspot.com.br/2011/03/mina-brejui-maior-mina-de-sceelita-da.html
  • http://tribunadonorte.com.br/noticia/a-minh-possui-um-bom-potencial/155099
  • https://www.flickr.com/people/parquetematicominabrejui Flickr -Parque Temático Mina-Brejuí
  • http://www2.ifrn.edu.br/ocs/index.php/congic/ix/paper/viewFile/1218/133
  • http://www.quimlab.com.br/guiadoselementos/tungstenio.htm
  • http://semturcn.blogspot.com.br/2012/04/parque-tematico-mina-brejui-.html



FOTOS:

  • Arquivos do Site da Mina Brejui
  • Arquivos do Parque Temático da Mina Brejuí no Facebook
  • Arquivos de Jonatas Arquivos -blogspot.com
  • Arquivo  Getson Luis - http://www.getsonluis.com/p=132
  • Arquivos do Site:Guia dos elementos do tungstênio
  • Arquivos do Vento Nordeste
  • https://www.flickr.com/people/parquetematicominabrejui Flickr -Parque Temático Mina-Brejuí



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...