FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

sábado, 19 de janeiro de 2013

OBA! VAMOS BRINCAR DE RODA?



Que menina da minha geração não brincou de roda? Na minha infância era o nosso lazer principal, um ritual diário infalível. À tardinha, quase ao anoitecer, estávamos todas ali, em frente a casa de dona Ezilda, minha vizinha, para mais uma exaustiva rodada de brincadeiras, que só terminava com meu pai chamando para entrar, pois já passava da hora de criança ficar na rua. 
Eram muitas as Cantigas de Roda, e cada dia escolhíamos  algumas: "vamos brincar de que?" - Margarida! Pai Francisco! O cravo brigou com a Rosa! gritava algumas meninas. Lembro e sei de cor  mais de cinquenta dessas cantigas. Foi difícil criar um critério para postá-las aqui. Decidi optar então, pelas que mais gostava de brincar mesmo sabendo que algumas delas já nem se conhece mais! 

VAMOS BRINCAR DE QUE?


1 - CIRANDA, CIRANDINHA



Ciranda, Cirandinha - uma cantiga de roda das mais populares conhecidas no Brasil inteiro. Para os pesquisadores existem mais de vinte versões para a cantiga, registrada por brasileiros e portugueses.

  • As meninas fazem uma roda, e giram cantando, os dois primeiros versos: Ciranda, cirandinha/Vamos todos cirandar/Vamos dar a meia volta/volta e meia vamos dar/O anel que tu me destes/ era vidro e se quebrou/O amor que tu me tinhas/Era pouco e se acabou
  • Nesse momento o nome de uma menina é pronunciado e todas cantam: Por isso dona "Maria"/Entre dentro dessa roda/ Diga um verso bem bonito/Diga adeus e vá embora.
  • A menina cujo nome foi chamado, entra na roda, diz um verso qualquer e sai dando adeus.
  • A brincadeira continua até que a  última menina da roda tenha sido chamada.



2 - BELA PASTORA



Uma roda de meninas é formada, com uma outra do lado de fora.
  • Cantam as da roda, apontando para menina que está fora - a pastora: Lá em cima daquela montanha/Avistei uma bela pastora/Que dizia em sua linguagem/Que queria brincar.
  • As meninas continuam girando e cantando: Bela pastora entrai na roda/Para ver como se brinca/Uma volta volta e meia/Abraçais quem vós quereis.
  • Nesse momento a pastora, sempre dançando entra na roda, dá as voltas pedidas e abraça uma das meninas.
  • A menina que for abraçada será então a nova pastora.
  • A brincadeira termina quando todas tiverem sido abraçadas.



3 - LÁ NA PONTE DA ALIANÇA




  • As crianças em roda, cantam: Lá na ponte da Aliança todo mundo passa/Lá na ponte da Aliança todo mundo passa.
  • E imitando o trabalho das lavadeiras, com a mão na barra da saia cantam: As lavadeiras fazem assim/As lavadeiras fazem assim/Tra-lá-lá-lá/Trá-lá-lá-lá
  • E continuam: Lá na ponte da Aliança todo mundo passa (bis)
  • E coçando a cabeça: Os pioientos fazem assim/Os pioientos fazem assim/Trá-lá-lá-lá/trá-lá-lá-lá
  • E imitando os cavaleiros (galopando)
  • Imitando os soldados (marchando)
  • Imitando as vaidosas (botando pó)
  • A brincadeira vai assim prosseguindo, imitando outros movimentos habituais ou profissionais, sempre intercalando o refrão: Lá na ponte da Aliança todo mundo passa...


4 - NA MÃO DIREITA TEM
 UMA ROSEIRA




O circulo com as meninas de mãos dadas é formado, com uma menina do lado de fora.
  • As meninas da roda cantam: Na mão direita tem uma roseira/Na mão direita tem uma roseira/Que bota rosa no mês de maio/Que bota rosa no mês de maio.
  • E continuam: Entrai na roda bela roseira/Entrai na roda bela roseira/Fazei careta pra quem não gostais/E abraçais quem gostas mais.
  • Quando cantam entrai na roda, a menina que está fora passa para o centro da roda e todas cantam: Amor eterno/que farei na roda/Amor eterno que farei na roda/Entorta lá/Que eu entorto cá/Saia da roda para oura entrar.
  • Ao dizerem, entorta lá, que eu entorto cá - todas requebram, com as mãos nos quadris.
  • Por fim, a menina do centro faz uma careta para alguma menina da roda e em seguida, abraça uma outra, que será a seguinte a entrar na roda.
  • A brincadeira continua até que todas tenham ido ao centro da roda.

5 - OH! QUE BELAS LARANJAS




  • Uma roda de meninas se formam e todas cantam: Oh! que belas laranjas maduras/Ó maninha/De que cor são elas/Elas são verde e amarelas/Vira maninha cor de canela.
  • Todas as vezes que cantam - vira maninha - uma das meninas se volta para fora da roda, conservando as mãos dadas.
  • A brincadeira termina quando a última menina se volta para fora, ficando todas de costas, umas para as outras, sem soltar as mãos.



6 -A MARGARIDA




  • Feito o circulo de crianças, com uma no centro da roda, representando a Margarida.Do lado de fora da roda uma outra menina dança e canta: Onde está a margarida/Olê, olê, olá/ Onde está a Margarida/ Olê seus cavaleiros
  • Respondem as da roda: Ela está em seu castelo/Olê, olê, olá/Ela está em seu castelo/Olê seus cavaleiros.
  • A menina do lado de fora: Mas eu queria vê-la/ Olê, olê, olá/Mas eu queria vê-la/Olê seus cavaleiros
  • A roda: Mas o muro é muito alto/Olê, olê, olà/Mas o muro é muito alto/Olê seus cavaleiros.
  • A menina de fora vem e tira uma outra da roda cantando: Mas tirando uma pedra/Olê, olê, olá/Mas tirando uma pedra/Olê seus cavaleiros
  • A roda: uma pedra não faz falta/Olê, olê, olá/Uma pedra não faz falta/Olê seus cavaleiros.
  • A menina de fora vai tirando uma por uma as meninas da roda, só deixando mesmo a Margarida. A medida que vão saindo, as que continuam na roda vão girando e cantando: duas pedras não falta, três pedras não faz falta, etc até sair a ultima da roda. 
  • Nessa ocasião todas cantam, batendo palmas: Apareceu a Margarida/ Olê, olê, olá/Apareceu a Margarida/Olê seus cavaleiros.


7 - O PIÃO (RODA PIÃO)





  • Forma-se uma roda de meninas, com uma do lado de fora,(com um chapéu na cabeça)
  • Cantam as da roda: O pião entrou na roda ô pião/O pião entrou na roda ô pião /Roda pião/Bambeia pião/Roda pião/Bambeia pião.
  • A menina que está fora, passa para dentro da roda e começa a dançar, dando voltas, requebrando, imitando o movimento do pinhão.
  • A roda canta: Amostra tua figura ô pião/Amostra tua figura ô pião/Roda pião/Bambeia pião/Roda pião/Bambeia pião.
  • A roda continua cantando: Arrasta a saia no chão ô pião/Arrasta o pé no chão ô pião/Roda pião/Bambeia pião/Roda Pião/Bambeia pião
  • Nesse momento a menina que está no centro da roda, procura arrastar a barra do vestido no chão, sempre dançando.
  • Cantam as da roda: Entregue o chapéu a outra ô pião/Entregue o chapéu a outra ô pião/Roda pião/Bambeia pião/Roda pião/Bambeia pião.
  • A menina que representava o pião passa o chapéu pra uma outra que será a próxima a ser o pião.


8 - PENEDO



Para essa brincadeira são formadas duas rodas de crianças.Uma com duas meninas e a outra com diversas;
  • Na roda com maior número de meninas todas cantam: Penedo vai,/Penedo vem/Penedo é terra de quem quer bem.
  • Na outra roda menor as meninas cantam chamando uma da roda maior: Venha cá "Maria"/Venha cá meu bem/Você é das outras/É nossa também.
  • A menina convidada passa para a roda menor.
  • A roda maior repete: Penedo vai/Penedo vem/Penedo é terra de quem quer bem
  • A roda menor repete o convite: Venha cá "Francisca"/Venha cá meu vem/Você é das outras/É nossa também
  • E "Francisca" aceitando o convite passa para a roda menor
  • Assim a brincadeira segue até que todas sejam chamadas formando assim uma única roda.


9 - A MODA DA GARRANCHINHA















  • As crianças fazem uma grande roda, de mãos dadas e uma outra se coloca no centro da roda
  • Todas cantam: A moda da garranchinha/É moda particular/ Quem põe o joelho em terra/Não pode se levantar
  • Quando dizem -quem põe o joelho em terra - todas se ajoelham e se levantam ao mesmo tempo.
  • A roda continua cantando:"Maria" levanta a saia/ "Maria! levanta os braços/ "Maria" te dó de mim/ "Maria" me dá um abraço. ( O nome deve se referir a menina que está no centro da roda)
  • Ao dizerem -Maria levanta a saia - a "Maria" suspende o vestido.Acompanhando a letra "Maria" levanta os braços e por fim, dá um abraço na menina que deseja essa passa então para o centro da  roda.
  • A brincadeira termina quando todas tiverem ido ao centro da roda.



  • 10 - BOM BARQUINHO (PASSARÁS)




    Em Natal essa brincadeira, na minha infância era conhecida como "Bombaquinho" - uma corruptela de Bom Barquinho. Aqui no Sudeste as pessoas conhecem como "Passarás".
    Para essa brincadeira  forma-se primeiramente uma fila de crianças, uma atrás da outra, com a mãos nos ombros da seguinte. Depois a uma certa distância, ficam duas outras, formando num arco com os braços. Essas duas crianças representam o céu e o inferno, mas esses nomes são substituídos poe duas frutas, como, por exemplo, maça e pera.
    • As crianças da fila cantam: Bom barquinho/Bom Barquinho/Deixarás passar/Carregados de filhinhos/Para ajudar a criar.
    • Vão cantando até chegar perto das meninas que formam o arco e param.
    • A criança de frente que representa a mãe - e que  deve estar de mãos dadas com a segunda da fila, canta: Licença meu bom barquinho/Licença para passar/Qu'eu tenho muitos filhinhos/Não posso mais demorar.
    • As duas meninas que formam o arco respondem cantando: Passarás, passarás/Que algum deles há se ficar/Se não for o da frente/há de ser o de detrás
    • Aqui passam todas sob o arco, ficando sempre presa a última
    • Pergunta-se a que foi presa que fruta ela prefere (maça ou pera?) Conforme a resposta irá pra trás da menina que representa a fruta escolhida.
    • A brincadeira segue até ficar no arco a última criança, que é a mãe.
    • Nesse momento é revelado a identidade de cada fruta, ou seja, qual fruta representa o céu, qual fruta representa o inferno.
    • As meninas que ficaram no inferno começam a fazer caretas para as que estão no céu. A menina do céu que rir com a careta passa para para o inferno imediatamente. 
    • Finalmente as que estão no inferno formam alas e as do céu marcam carreira e passam pelo meio do inferno, em toda velocidade, pois as meninas do inferno metem a mão nas que estão passando.
    • A brincadeira termina com esse batismo de tapas.


    SOBRE AS CANTIGAS E BRINCADEIRAS DE RODA



    CD com várias cantigas de roda


    As cantigas e brincadeiras de roda são manifestações folclóricas onde as crianças se dão as mãos, formam uma roda e cantam melodias. São melodias simples, com letras e ritmos lúdicos que podem ou não ser acompanhadas de coreografia
    Durante séculos, essas brincadeiras e cantigas fizeram parte do cotidiano das crianças brasileiras. Lamentavelmente hoje as nossas crianças estão mais interessadas em outros tipos de música e brincadeiras e essas manifestações folclóricas aos poucos vão sendo esquecidas.



    Música: Se essa rua fosse minha



    É importante lembrar que "as brincadeiras de roda ajudam a sociabilizar e desinibir as crianças, uma vez que exigem o olhar frente a frente, o toque corporal, a exposição, pois em muitas delas cada um deve se apresentar no centro da roda. Auxiliam no desenvolvimento da expressão corporal, senso rítmico e organização coletiva. São também um dos elementos importantes para a integração e o lazer infantil" - salienta Lúcia Gaspar da Fundação Joaquim Nabuco/PE.







    Não é fácil precisar a origem das nossas cantigas de roda. Nesse nosso imenso caldeirão cultural, influências de várias culturas, principalmente lusitana, africana, ameríndia, espanhola e francesa plasmaram de tal sorte a contextura dessa cantiga infantil, que hoje não é fácil  afirmar onde começa a influência lusitana ou onde termina a africana ou indígena. É inegável que a mais vasta contribuição que recebemos nesse setor do folclore brasileiro foi de procedência portuguesa. Mario de Andrade estudando a nossa música popular, afirma:  "o que mais incorporamos à nossa música popular foram os textos das canções, sejam acalantos, rodas, quadrinhas soltas e os já quase esquecidos romances velhos"
    A grande maioria das cantigas certamente sempre foram brincadas como cantigas de roda. Outras, porém, se originaram  de canções as mais variadas.Em Natal, podemos verificar, por exemplo,  que a cantiga "Vamos maminha vamos", vem do Fandango, um Auto muito conhecido Já o "Caranguejo" e "o Tiriri" eram chulas dançadas nos bailes da cidade: "Lagarta Pintada", Cabra-Cega e o Coelho-Passa, adaptadas como cantigas de roda, são jogos portugueses infantis.





    FONTES:

    • http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar. Lúcia Gaspar. Brincadeiras de roda. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Acesso em 12/01/2013.
    • Veríssimo de Melo - Folclore Infantil - Editora Itatiaia Limitada - Belo Horizonte - 1985

    FOTOS:
    • Acervo do Artista Plástico Ivan Cruz - Rio de Janeiro.
    • Edição de Fotos : Site Pic-Monkey

    VÍDEOS:
    1. CD Cantigas de Roda (1998) - Canções Folclóricas do Brasil - Coleção Palavra Cantada - pulicada no You Tube em 03/05/2012
    2. Música: Se essa rua fosse minha - DVD Galinha Pintadinha 2 - Postado no You Tube por - juptube - em 20/05/2011
    3. Música: Terezinha de Jesus - Conjunto e Coro Infantil CBS - Postado no You Tube por - vangodias em 09/10/2011






    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...