FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

terça-feira, 23 de outubro de 2012

UM LAMENTÁVEL ACONTECIMENTO: O FECHAMENTO DO COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO DE NATAL/RN (CIC)


FOTO DE KALLYNA KELLY
 EDITADA POR VENTO NORDESTE



A notícia do fechamento do Colégio Imaculada Conceição de Natal/RN (CIC) me deixou imensamente triste. Estudei nesse Colégio, no período compreendido entre 1958 e 1961, quando fiz o curso Ginasial. Nele vivi  momentos maravilhosos e posso assegurar que não poderia ter tido uma formação melhor. O ensino de qualidade aliado a prática de valores fundamentais como respeito, solidariedade, justiça social, cidadania voltada para a construção de um mundo melhor à luz dos ensinamentos  cristãos, foram aprendizados que carrego comigo até hoje. 
Como profissional fui professora do CIC atuando no Curso Pedagógico e tinha um prazer enorme de fazer parte do corpo docente dessa instituição. Como eu me sentia orgulhosa de passar defronte ao Colégio, mesmo com a fachada atual totalmente descaracterizada e dizer com o ego inflado: eu estudei aqui! Fui professora daqui!
Me sinto impotente, em, morando fora de Natal, não poder participar da luta travada pela associação de ex-alunos, para evitar o fechamento do Colégio. Me resta torcer e pedir a Virgem Imaculada Conceição que interceda em favor dessa causa para que as negociações tragam resultados positivos.
Vida longa para o CIC! Um colégio que vive eternamente na memória de quem passou por lá.



                         CIC - PRÉDIO DA AVENIDA DEODORO - NATAL/RN
                                                            FOTO DE 1961 



O Colégio Imaculada Conceição, a primeira escola católica e privada de Natal, inaugurada em 22 se fevereiro de 1902, completou esse ano 110 anos de fundação. Quatro Irmãs Doroteias, originárias da Itália, chegaram à cidade, a pedido do Bispo Diocesano Dom Adauto de Mirando Henrique, com o intuito de abrir uma Casa de Educação feminina (somente em 1978 a Colégio abriu as portas para os meninos tornando-se assim uma escola mista).
O colégio iniciou suas atividades numa casa situada nas imediações da Igreja do Rosário. Devido à  demanda o governo do Estado cedeu um prédio localizado na Avenida Rio Branco, onde funcionou até 1906, quando por fim foi construído o prédio próprio, na Avenida Deodoro, onde só havia chácaras - endereço que abriga o Colégio até hoje.



CONSTITUIÇÃO DAS IRMÃS DE SANTA DOROTEIA


                                                     Santa Paula Frassinetti 
                              Fundadora da Congregação das Irmãs Doroteias.
Foto do Site das Irmãs Doroteias



O Colégio Imaculada Conceição tem com objetivo educar crianças e jovens pela via do coração e do amor, à luz dos valores evangélicos e das intuições pedagógicas de Santa Paula Frassinetti - fundadora da Congregação das Irmãs Doroteias. Educação  que visa à formação do cidadão consciente, comprometido, capaz de conviver e enriquecer-se com as diferenças, de responder com entusiasmo, criatividade e competência às exigências do mundo atual. Para a comunidade educativa do Imaculada Conceição é primordial que o estudante se realize como pessoa, compreenda-se amado por Deus, sujeito da sua própria história e construtor de uma sociedade onde todos tenham igualdade de direitos e deveres - fraterna, solidária, ética e justa.
Esse é o Colégio que fez parte da minha história! Esse é o Colégio que vejo fechar agora. Lamentável!


CIC - 1961


UM TRISTE COMUNICADO


"Após 100 anos, CIC pode fecharAssim o  Diário de Natal, no seu Caderno Cidades, na Edição de terça-feira, 2 de outubro de 2012, anunciava o possível fechamento do CIC. A reportagem é de  Francisco Francerle.


FOTO DE JUNIOR SANTOS


"A inadimplência poderá fechar as portas de uma da mais antigas e tradicionais escolas de Natal. O Colégio Imaculada Conceição (CIC), que há 110 anos faz história na cidade, poderá anunciar amanhã o encerramento das suas atividades.A direção geral da Congregação das Irmãs Doroteias, cuja sede é em Recife, se reúne amanhã com professores, pais e alunos da escola para o que chamam de "conversa franca". A reunião com os professores será às 9h, com os funcionários às 11h e com os pais às 19h. A diretora, irmã Maria Belchior, não quis adiantar a decisão da Congregação que administra a escola. Limitou-se apenas a dizer que, somente após as reuniões, é que seria anunciada.


FOTO DO SITE OFICIAL DO CIC/NATAL



Pioneiro no ensino privado em Natal, tendo formado muitas gerações de famílias que hoje têm posições de destaque na sociedade, nos últimos anos, o Colégio Imaculada Conceição vem enfrentando problemas sérios com a inadimplência que, segundo a diretora, chega a 40%. Além disso, a escola vem ano a ano perdendo alunos. De cerca de 2.700 alunos de anos atrás distribuídos nos três turnos, a escola possui atualmente cerca de 300 alunos e funciona em apenas um turno.
Associação de ex-alunos da escola chegou a convocar alunos, ex-alunos, professores e ex-professores, além de funcionários que viveram os 110 anos de história do Imaculada Conceição para se fazerem presentes na manifestação e assinar uma moção  uma moção de protesto contra o fechamento da escola.
Segundo o manifesto, o fechamento da escola estaria sendo anunciado pela Congregação das Irmãs Doroteias que coordenam as escolas da Província Nordeste. "As Irmãs da Congregação Doroteia decidiram encerrar as atividades do Colégio Imaculada Conceição porque não conhecem a dimensão social desta instituição educacional para a cidade do Natal. Nós fazemos parte desta história. Não podemos nos calar e assistir ao fechamento das portas e encerrarem a história da primeira escolar particular que é patrimônio da educação no estado", diz o texto.
O manifesto prossegue: "Nós, da sociedade natalense, temos o dever de lutar pela continuação do CIC, que desde 1902, com a abnegação das irmãs Doroteias, corpo docente e funcionários dedicados à missão de educar pela via do coração e do amor, formando gerações comprometidas com o espírito de família, com a justiça, com a solidariedade e a construção de uma cultura de paz, tendo em Santa Paula Frassinetti sua referência. Por isso, conclamamos a todos que fazem parte desta história, para sensibilizar a Congregação Doroteia pela manutenção do CIC, preservando a existência desta conceituada instituição de ensino na cidade do Natal. Esta obra não pode acabar", apela o documento". 
                                        
                                   Mas acabou infelizmente!



UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL


                                                   FOTO DE KALLYNA KELLY




O Jornal Tribuna do Norte, na sua edição do dia 05 de outubro publicava: 
"Futuro do Colégio Imaculada Conceição (CIC) continua indefinido, mesmo após a reunião entre as irmãs da Congregação Doroteias  responsáveis pela província e os pais dos alunos. De acordo com a diretora do colégio, a Irmã Belchior, foi entregue uma carta da província comunicando o encerramento das atividades do CIC em 2012,  porém,  a notícia não agradou aos pais.Segundo a irmã , os pais dos alunos e a comissão de ex-alunos, que estavam presentes na reunião, afirmaram que vão tomar providências para tentar reverter a situação que o colégio está vivendo.
A ex-aluna Ana Letícia Trindade, que participou da reunião e faz parte da comissão de ex-alunas, disse que foi pedido que o colégio funcione pelo menos mais um ano e que foram entregues propostas para melhorar a situação do CIC. "Pedimos que a província desse um ano para tentarmos reverter o quadro, com toda a comunidade acadêmica, pais, alunos, ex-alunos e funcionários participando ativamente", disse.
Entre as propostas entregues está a de tentar acordos com os pais que estão em dívida com a escola, que atualmente representa 40% de inadimplência. Além disso, a comissão se propõe a fechar parcerias com outras escolas para o ano letivo de 2013, "escolas que funcionam até o 5º ano ou até o 9º ano podem enviar seus alunos para o CIC", explicou Ana Lúcia. Propor metas para aumentar o número de alunos, fechar parcerias com empresas e locar as salas desocupadas para cursos técnicos e isolados no contraturno. são algumas das propostas entregues às irmãs.
Por enquanto, as irmãs da Congregação Doroteias ainda não se manifestaram sobre as propostas.



MAS O CIC FECHOU INFELIZMENTE!


FONTES:

  • http://www,diariodenatal.com.br/2012/10/02/cidades6_o.php  
  • http://doroteiascicnatal.com.br/cic.php - Site Oficial do Colégio Imaculada Conceição
  • http://tribunadonorte.com.br/noticia/educação-futuro-do-cic-esta-indefinido/233278
  • http://doroteiasprovsul.com.br/menu/SobrePaula.html

FOTOS: 
  • Imagens Google
  • Acervo do Jornal Diário de Natal
  • Acervo da Tribuna do Norte
  • Acervo do Colégio Imaculada Conceição
  • Acervo do Vento Nordeste.
  • Acervo do Site das Irmãs Doroteias
  • Edição de Fotos: Site Pic Monkey


terça-feira, 16 de outubro de 2012

O IMPONENTE SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DOS IMPOSSÍVEIS NA SERRA DO LIMA EM PATU/RN





Estive no Santuário de Lima por duas vezes. A primeira para pagar uma promessa que a minha avó paterna fez pra mim,quando, ainda criança sofri um acidente ao cair em uma fogueira durante os festejos juninos. Minha avó que a tudo presenciou, se valeu de Nossa Senhora dos Impossíveis, santa de sua devoção. O fato é que saí da fogueira com as roupas em chamas, mas praticamente ilesa - apenas pequenas queimaduras nos braços. Para minha avó esse era mais um milagre de Nossa Senhora dos Impossíveis. E com certeza foi! 
Voltei ao Santuário recentemente, nessa minha viagem ao sertão. Me emocionei  muito lembrando da minha avó. Ela esteve presente em cada recanto do Santuário que visitei. Essa postagem é dedicada a você vó. É a minhas forma de agradecer o carinho e cuidados que teve comigo. Pena que eu não pude lhe dizer isso enquanto a viveu! Mas,  esteja na dimensão que estiver, pode ter certeza   de que desde cedo, aprendi com a Senhora  a amar e respeitar esse lugar sagrado.




O imponente Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis ou Santuário do Lima, como também é conhecido, é um dos mais importantes complexos religiosos do nordeste do Brasil. Está localizado na Serra do Lima no Município de Patu, estado do Rio Grande do Norte a uma altura de 430 metros. Situado a 6 km da cidade de Patu, a 380 km  de Natal (capital do RN) e a 125 km de Mossoró (segunda cidade do RN), tem acesso facilitado até lá pelas estradas totalmente asfaltadas. Por sua beleza e originalidade, foi eleito pelo voto popular, como umas das sete maravilhas do Rio Grande do Norte. O local do Santuário é um convite para o turismo religioso e ecológico, proporcionado pela bela serra quase inexplorada.


A FUNDAÇÃO DO SANTUÁRIO





O Santuário de Lima foi fundado pelo Padre Henrique Spitz, em 1948. No local já existia uma capela, construída no século XIX, que foi destruída para dar lugar ao atual Santuário. O Padre Henrique Spitz faleceu em Recife/PE, no  dia 17 de fevereiro 1979, mas foi sepultado no Santuário de Lima, ao lado de entrada de acesso à Igreja do primeiro andar (nave) em um túmulo esculpido em bloco único de pedra de granito: "Hoje dorme em paz, no repouso eterno em solo patuense"



A IMAGEM DE NOSSA SENHORA DOS IMPOSSÍVEIS



A imagem de Nossa Senhora dos Impossíveis foi trazida de Portugal, em 29 de Janeiro de 1758, pelo coronel Antônio de Lima Abreu Pereira e sua esposa Paula Moreira Braga Pessoa. Essa imagem, até hoje, ainda é venerada pelos milhares de devotos que visitam o Santuário do Lima.



O SANTUÁRIO DO LIMA E SUAS IGREJAS


ENTRADA DO SANTUÁRIO E A SUBIDA DA SERRA

O PÓRTICO DO SANTUÁRIO

 A IGREJA PRINCIPAL-NAVE - DO PRIMEIRO ANDAR

A SEGUNDA IGREJA LOCALIZADA NO TÉRREO



O Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis é constituído de duas igrejas: Uma no primeiro andar - a nave principal, de forma circular e cônica, com uma acústica maravilhosa e com iluminação solar indireta. A outra é térrea, onde fica a Pia Batismal,  com piso de mármore e altar de granito trabalhado, onde são celebrados os atos litúrgicos diariamente. Nessa igreja são colocadas urnas com os restos mortais dos padres que a ela pertenceram.



A SALA DOS MILAGRES





A Sala dos Milagres está localizada ao lado do Santuário.   É um lugar muito visitado pelos fiéis. Nesse espaço se conhece um pouco da força de fé dos devotos de Nossa Senhora dos Impossíveis. A sala abriga uma exposição de ex-votos que é a  a forma como o devoto encontra para agradecer a ajuda espiritual que recebeu de Deus através de seus Santos, no caso, de Nossa Senhora. A materialização do agradecimento dos romeiros se constitui de objetos em madeira, barro, gesso. tecido, cera entre outros. Na maioria das vezes esses objetos representam partes do corpo que estavam adoecidas e foram curadas.


AS FESTAS NO SANTUÁRIO




Todos os anos celebram-se duas festas principais no Santuário, com a presença de bispos de Mossoró, sacerdotes, e milhares de romeiros, A primeira festa acontece no dia 1º  de janeiro, onde os romeiros saúdam o ano novo e pedem bençãos para o ano que se inicia, e, a outra é celebrada no dia 21 de novembro, dia de Nossa Senhora dos Impossíveis.




O dia 21 de novembro é feriado municipal em Patu em decorrência das comemorações do dia de Nossa Senhora dos Impossíveis, padroeira do Santuário do Lima. Durante as comemorações duas imagens da Santa peregrina pelas residências dos devotos da zona urbana e rural. A programação para o dia da festa inclui uma caminhada às 6:00 da manhã saindo da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores até o Santuário do Lima. Após a caminhada é celebrada uma missa. Uma praça de Alimentação é instalada para os visitantes e romeiros.


AS ROMARIAS






O Santuário atrai diversas romarias, apoiando-se na tradição e religiosidade do homem do interior, cuja cultura está sedimentada no catolicismo trazido pelos portugueses. Com mais  de dois séculos de existência o local tem registrado um aumento na procura de jovens pelos milagres em Nossa Senhora dos Impossíveis. As principais romarias acontecem no mês de março - a Romaria dos Vaqueiros e  no mês de outubro - a Romaria da Juventude.


INFRAESTRUTURA DO SANTUÁRIO





Administrado pela Diocese de Mossoró, o Santuário oferece toda uma infraestrutura  de hospedagem e acomodações para visitantes e romeiros peregrinos procedentes das mais variadas regiões do Nordeste e do Brasil. Registros do Santuário mostram que os visitantes vêm, em maior parte, dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco, mas recebem também gente do Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro, e de países como Itália e Portugal.







As missas e confissões são celebradas diariamente, sempre as 8:00 da manhã. Aos domingos, missa as 9:00 da manhã e logo após celebração dos batizados e casamentos.
O Santuário conta com um excelente sistema de divulgação de suas atividade através da Rádio Santuário - O ponto alto da Fé.



FONTES:

    Pesquisas Google:

  • http://www.santuariodolima.com.br/
  • http:
    //blog.patunews.com.br/2012/05/portais-historicos-do-santuario-do-lima.html
  • http://aluisiodutra.blogspot.com.br/2012/08/santuario-do-lima.html
  • http://joaquimtur.blogspot.com
  • Padre Domingos de Sá -  Santuário do Lima - Patu/RN
  • Luis da Câmara Cascudo - Viajando o Sertão - 3ª Edição- Fundação José Augusto -CERN -1984 -Natal/RN

FOTOS:

  • Imagens Google
  • Acervo do Vento Nordeste
  • Raniery Alves
  • Edição de Fotos: Site Pic Monkey


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O ARTISTA PLÁSTICO CARIOCA IVAN CRUZ - HOMENAGEM ESPECIAL DO VENTO NORDESTE






Vento Nordeste aproveita as comemorações do dia das crianças para prestar uma homenagem muito especial ao Artista plástico Ivan Cruz, a quem sempre recorro quando preciso ilustrar algumas postagens que faço. Ele não é nordestino. É carioca. Um artista de uma enorme sensibilidade, que com cores vibrantes e um estilo muito próprio, transforma brincadeiras em arte. Seus trabalhos da Série Brincadeiras de criança, fascinam, encantam! A ausência de um rosto não definido em seus quadros é o espelho da alma de quem os contempla. É mágico! Nos transporta para dentro da tela e entramos no túnel do tempo, numa viagem de volta a infância. Vivo essa experiência casa vez que estou diante de um quadro seu.
Obrigada Ivan Cruz por tudo que faz pelas crianças. Obrigada por tudo que faz por cada criança que o adulto carrega dentro de si. Obrigada pelo resgate da nossa cultura. Obrigada principalmente por me permitir usar as suas imagens nas postagens do Vento Nordeste - o mundo agradece - eu mais ainda!






Carioca, nascido em 1947, no subúrbio do Rio de Janeiro,  época em que as brincadeiras de rua faziam parte da infância de uma criança, Ivan Cruz busca, nas origens desse universo infantil, motivação para o trabalho que hoje realiza. Mesmo demonstrando interesse pelas artes, formou-se em Direito em 1970, mas nunca abandonou a pintura. Costuma afirmar, com orgulho dos autodidatas, que não aprendeu a pintar e esculpir em sala de aula, apesar de ter frequentado nos idos dos 60 a Sociedade Brasileira de Belas Artes e nos anos 80, a Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro.


MAPA CULTURAL ENTREVISTA IVAN CRUZ


Em 1986 decidiu abandonar a advocacia para se dedicar integralmente à produção artística. Como artista plástico, não possui engajamento em alguma Escola já existente. "A minha preocupação sempre foi com a procura do novo.Nada contra os que copiam ou seguem os outros, mas, eu vivo experimentando, inclusive ideias novas", diz. Nesse período fez várias exposições em Cabo Frio e demais municípios da Região dos Lagos, além do Rio de Janeiro, sempre com estilos diversos a cada exposição, passando por temas abstratos e figurativos, das mais diversas variações de sua expressão pessoal.


O UNIVERSO INFANTIL DE IVAN CRUZ


CRIANÇAS NA PRAÇA
1º QUADRO DA SÉRIE BRINCADEIRAS DE CRIANÇA



Em 1990, começou a pintar seus primeiros quadros com temas de sua infância, enquanto  preparava para fazer uma Exposição em Portugal. O sucesso foi tão grande por aqui que ele cancelou a exposição em Portugal e expõe em várias cidades da Região dos Lagos e no Rio de Janeiro, Suas telas retratavam piões, crianças pulando corda, jogando bola-de-gude, pulando carniça entre outras brincadeiras.








De 1990 até hoje, Ivan Cruz pintou cerca de 600 quadros, retratando mais de 100 brincadeiras distintas, que chamou de "Brincadeiras de Criança". Nas suas exposições com essa temática o artista reúne, além dos quadros, os brinquedos retratados, oficinas de brincadeiras e confecção de brinquedos, contadores de história, com uma ambientação animada com músicas da época  como cantigas de roda. Suas telas, de cores fortes e variadas tem cerca de 1 metro quadrado. "Os quadros são pintados com tinta acrílica sobre tela de lona; as aquarelas são sobre papel; as gravuras além do papel, as imprimo também sobre tela" explica o artista.






.
A ausência de um rosto definido é uma das características marcantes nos quadros de Ivan Cruz. Sobre isso, Ludmila Guerra, Coordenadora do Projeto Brincadeiras de Criança, analisa: não existe uma definição de uma única pessoa; pode ser qualquer uma que já brincou a brincadeira retratada na tela. Pode ser uma criança brasileira, européia, japonesa ... branca, negra, pobre, rica... não tem raça, nação... Para Ivan Cruz, seu trabalho não tem compromissos com a forma clássica: "existe rosto, mãos pés, mas não nas formas convencionais, tanto é que as pessoas, as crianças conseguem concluir a forma que são crianças brincando"







IVAN CRUZ ESCULTOR

1ª ESCULTURA DA SÉRIE
BRINCADEIRAS DE CRIANÇA



Em 2001 Ivan Cruz investe  mundo da Escultura  quando concluiu a sua primeira escultura de bronze "Pulando Amarelinha". Já tem esculpidas várias  dessas brincadeiras com aproximadamente 15 cm de tamanho. As esculturas em bronze, diz o artista, são patinadas (pintadas) com o verniz em escamas "asa de barata" dissolvido em álcool com pimento. 



GRANDES ESCULTURAS

ESCULTURAS NA PRAÇA EM CABO FRIO/RJ



Num projeto, em parceria com a Prefeitura da cidade de Cabo Frio, Ivan fez várias esculturas em tamanho natural, para ambientação da Praça Américo Vespúcio. Depois foi a vez da Prefeitura de Arraial do Cabo, adquirir em 2002, a escultura em bronze "Pulando carniça" também em tamanho natural para ser instalada na praça Castelo Branco, no mesmo município.



ESCULTURAS MEDIAS










Ivan Cruz tem esculturas e pinturas expostas na Galeria Errol Flynn, em Belo Horizonte, na Funarte,  no Museu Nacional de Belas Artes e Museu da República, esses últimos  no Rio de Janeiro.




MINI-ESCULTURAS




As mini-esculturas de Ivan Cruz, com aproximadamente dois centímetros de estatura, impressionam pela riqueza de detalhes e beleza dos movimentos. Banhadas a ouro, prata ou níquel se encontram a venda no espaço cultura ao lado do  colégio Miguel Couto na Praia do Forte.



O PROJETO BRINCADEIRAS DE CRIANÇA




O Projeto Brincadeiras de Criança nasceu do sonho e da vontade de Ivan Cruz de fazer com que todos voltassem a brincar e as crianças de hoje aprendam o verdadeiro espírito dessa arte que está sendo deixada de lado hoje em dia.
O fundamento maior dessa projeto é baseado na máxima que o próprio Ivan Cruz criou: "A criança que não brinca não é feliz, ao adulto que quando criança não brincou falta-lhe um pedaço do coração". Brincadeiras de Criança é Coordenado por Ludmila Guerra, filha de Ivan Cruz. O projeto é sucesso comprovado e cada dia mais ganha espaço e aplausos ente os profissionais das áreas de Arte-Educação,Pedagogia, Música, Educação Física, Psicologia Infantil e Literatura entre outras, sempre servindo como disseminador das artes plásticas.



             CONTATOS COM O ARTISTA




O Ateliê do Artista está aberto à visitação, com horário agendado. Ao lado do Ateliê funciona a lojinha "Brincando de vender" onde pode se obter produtos como gravuras, quadros, camisetas, canecas, jogos pedagógicos além dos brinquedos retratados nas telas: piões, pipas, carrinhos de rolimã entre outros.



FONTES:

(Praticamente todo texto dessa postagem foi transcrito dos Sites aqui relacionados)
  • www.brincadeirasdecrianca.com.br/biografia htm
  • http://projetobrincadeirasdecrianca.blogspot.com.br

FOTOS:
  • Imagens Google
  • Acervo do Projeto Brincadeiras de Criança
  • Acervo de Ludmila Guerra
  • Edução de Fotos: Site Pic Monkry

VÍDEOS:
  1. Prograna de Yuri Vasconcelos na Jovem Tv - Canal 08- Cabo Frio - 
    Enviado ao Yuo Tube por ARTEYURI em 23/10/2009
  2. Brincadeiras de Criança - Ivan Cruz
    Postado no You Tube por Ludmila Guerra em 10/09/2009,
  3. Exposição do Artista Plástico Ivan Cruz - AB Galeria
    Cabo Frio/RJ - 
    Postado no You Tube por Ludmila Guerra em 19/06/2012



quarta-feira, 10 de outubro de 2012

OS REQUINTADOS BRINQUEDOS ARTESANAIS DO AGRESTE PARAIBANO






Que o Nordeste é um grande celeiro de artesanato popular, isso ninguém tem dúvida. Praticamente em todos os confins nordestinos, artesãos criam ou reproduzem saberes e produtos artesanais. Mas há locais que se destacam na produção dos brinquedos, como é o caso da Paraíba, onde comunidades inteiras saíram do anonimato graças a qualidade dos produtos que produzem.
De Itabaiana saem buzinas, rodas, carga pesada espalhando sonhos pelas estradas. De Riacho Fundo, as Bonecas Esperança encantam o mundo e geram  esperança às famílias da região. De São Bento Bayeux, Antônio Felismino alimenta sonhos e fantasias pelos parques de diversão. Com muita criatividade e cuidados que beiram a perfeição, os artesãos do agreste paraibano vão ganhando  espaço no cenário nacional e até internacional.


OS  CAMINHÕES DE BRINQUEDOS DE ITABAIANA/PB 







Em Itabaiana, mais precisamente no Sítio Lagoa do Riacho, o mestre Joeude Carneiro de Souza, há muito produz brinquedos de madeira e de  materiais reciclados. A partir do seu trabalho, o Artesanato Solidário incentivou o grupo de artesãos  do Sítio, com objetivo de gerar renda. Das mãos desses  artesãos saem os mais diversos modelos de caminhões para as estradas do imaginário. São caminhões de carga, baús, paus-de-arara, que fazem a alegria de muitas crianças.






Os artesãos de Itabaiana se utilizam da reciclagem  para a confecção dos seus caminhões. São latas de óleo, refrigerantes, restos de de câmara de ar e de antenas de televisão e plásticos diversos, tubos de cloro, bolas, garrafas de bebidas. O processo de confecção do caminhão é lento; cada peça tem suas medidas e acabamento próprio. As ripas de madeira (angico, timborana) são compradas em madeireiras locais e usadas para fazer a carroceria. Todas as peças, antes de serem pregadas, são bem fixadas, a fim de garantir a qualidade do produto. Para completar a fidelidade ao original, as lameiras são decoradas com paisagens ou listras coloridas.












Para entrar em contato com os artesãos

Grupo dos Artesãos de Lagoa do Riacho


 Endereço: Sítio Lagoa do Riacho ´Zona Rural 
 CEP: 58. 360.000
Telefones: (83) 9963 4851 / 9989 4759
Responsável: Joeudes Carneiro de Souza
                 


A BELEZA, A PERFEIÇÃO E A DELICADEZA DAS BONECAS  DE ESPERANÇA/PB





A Paraíba é a terra da boneca de pano. No Sítio de Riacho Fundo, no município de Esperança, na Casa da Boneca Esperança, encontramos os mais diversos tipos de bonecas,  produzidas com o cuidado para que cada peça seja única. São bonecas grandes , pequenas, morenas, loiras, negras, casais de noivos e famílias. Entre linhas, fios, enfeites e panos 40 artesãos de 13 a 75 anos inclusive homens trabalham na produção das bonecas.





A Boneca Esperança foi criada pelas mãos talentosas de Socorro  da Conceição, que desde os 7 anos fazia bonecas, Socorro e sua irmã Derita ficaram conhecidas na região pelas bonecas que faziam, até que foram procuradas pelo Programa de Artesanato Solidário e incentivadas a formar um grupo. Hoje, a Associação dos Artesãos do Sítio Riacho Fundo, a " Casa da Boneca Esperança"  artesãos produzem as bonecas de pano, que aprenderam com a mestra-artesã Dona Socorro. As bonecas são ecologicamente corretas, já que têm como matéria prima principal, as sobras de tecidos que provavelmente iriam para alguma lata de lixo.





Para a confecção das bonecas de Esperança não existe modelo; a roupa é criada na hora de acordo com a sensibilidade da artesã: desde vestidos para festas, com bolsinhas e enfeites, até o chapéu de palha usado para trabalhar na roça. No rosto, os olhos, o nariz, a boca e as sobrancelhas são bordados. Com a lã ou  tecidos desfiados são confeccionados os cabelos. Tecidos  lisos, coloridos e estampados de xadrez, de bolinhas, listrados, floridos, com miçangas e fitas, permitem a modelagem das roupas e de 58 tipos de acessórios. Vestidos, blusas, saias, paletós, gravatas, surgem de material reciclado, aparecendo também joias e relógios. Detalhe: é obrigatório o esmalte nas unhas.









CASA DA BONECA ESPERANÇA 






A "Casa da Boneca Esperança" é a "Associação dos Artesãos de Riacho Fundo" que iniciou suas atividades em 1998. O Vídeo mostra o trabalho desenvolvido pela "Casa da Boneca Esperança" projeto social que resgatou e apresentou ao mundo essa arte tão tradicional no agreste nordestino.


Para entrar em contato com a Associação:


   Endereço: Sítio Riacho Fundo, Zona Rural
Fone: (83) 9993-0135
CEP: 58135-000
Cidade: ESPERANÇA, Paraíba.





ANTÔNIO FELISMINO ARTESÃO PARAIBANO






O artesão paraibano Antônio Felismino de Sousa, 42 anos, é um especialista na arte de  construir e pintar brinquedos: aviões, carrossel,  roda-gigante, bichos de madeira. As peças criadas por Felismino encantam logo à primeira vista. Nascido na cidade de  Pombal/PB, ele conta que, por falta de dinheiro começou a fazer os seus próprios brinquedos. "Comecei com caminhões de lata e madeira e. também com carros de boi. Durante a festa da padroeira  da minha cidade pela primeira vez conheci um parque de diversões e fiquei fascinado com a roda-gigante. Cheguei em casa e a reproduzi em lata e depois em madeira. Com os elogios que recebi dos vizinhos me senti incentivado a produzir outras peças". Hoje o artesão, depois de ter sido descoberto pelo Programa de Artesanato da Paraíba, vê seu trabalho reconhecido e admirado em todo o país.







Para construir os brinquedos o artesão usa madeira de engradados descartados pelas empresas. Como ferramentas de trabalho usa o serrote, o martelo, a furadeira, a chave de fenda e a serra circular.
Com uma produção esmerada, Felismino produz cerca de 30 peças por mês que vende para o mercado do Rio e São Paulo. Alguns dos seus brinquedos foram vendidos para a Itália e Estados Unidos. Seu brinquedo mais famoso é uma roda gigante de 75 cm de altura x 45 cm de largura x 55 cm de comprimento, enfeitada com luzes e que gira de verdade, graças ao motor de espremedor de frutas que ele coloca na peça.



 








Para entrar em contato com o artesão

  Encomendas: Antônio ou Valvete

(83) 9116  0021
(83) 8808 0938
(83) 3232 6591

E-mail: Antonioartesanato@yahoo.com.br
Endereço: Rua Manoel de Góis nº 144 - São Bento Bayuex/PB





FOTOS:

  • Imagens Google
  • Edição de Fotos: Site Pic Monkey

VÌDEO:
  • A boneca do agreste.wmv
     Postado No You Tube por cucaidalia em 03/08/2012



    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...