Seguidores

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

CARNAVAL EM NATAL -DAS TRIBOS DE ÍNDIOS ÀS ESCOLAS DE SAMBA - POR QUE NÃO?



Engana-se quem pensa que não temos tradição de carnaval em nossa cidade.O nosso "berço do samba' existe e tá lá, no bairro das  Rocas, lutando por um lugar ao sol, para mostrar tudo que tem de bom. O nosso "Debinha" tá aí, compositor maravilhoso, há mais de trinta anos fazendo e cantando samba da melhor qualidade*.As nossas Escolas de Samba e as Tribos carnavalescas  de Índios sobrevivem ao descaso e ao nariz torcido da nossa elite. Um olhar mais atento por parte da nossa sociedade, e com maiores incentivos,teríamos um belo carnaval, e com certeza nos orgulharíamos muito dele.
*Antonio Carlos Ramos - o Debinha , marcou a história do carnaval de Natal, compondo sambas para  principais agremiações do nosso carnaval.

                           Debinha - Nosso Sambista Maior


A primeira Escola de Samba que se tem conhecimento em Natal é a "Batuque do Morro" surgida em 1930.Tempos depois, em 1950 surge " Asa Branca".  Em 1958, surge nas Rocas a "Malandros do Morro". Nove anos mais tarde, mais precisamente em 1958, um racha na Escola Malandros do Morro, fez surgir a " Balanco do Morro" considerada a mais antiga por permanecer atuando ate os dias de hoje. Atualmente divididas em dois grupos - o Grupo de Acesso e o Grupo Especial,  os natalenses podem assistir e aplaudir: A "Escola de Samba do RN", os "Imperadores do Samba","Águia Dourada","Asas de Ouro "Unidos de Santa Cruz" (pelo grupo de Acesso), e as escolas: "Confiança no Samba", "Em cima da Hora", "Malandros do Samba", "Imperatriz Alecrinense" e "Balanço do Morro" ( pelo grupo Especial)
Em meio as dificuldades financeiras  e despretígios por parte da elite da nossa sociedade, as Escolas de Samba de Natal resistiram bravamente, resistiram sempre. Hoje,  destaque no Polo Carnavalesco da  Ribeira, o circuito do desfile terá arquibancadas para melhor acomodação dos que pretendem ver as escolas.



O Grêmio Recreativo Escola de samba Balanço do Morro foi o grande campeão do Carnaval de 2011. A mais antiga agremiação carnavalesca, tem sede e barracão no bairro das Rocas.A verde e rosa potiguar sagrou-se capeã  na avenida com o enredo "Santa Cruz: Explosão Cultural, Turística e Religiosa".Com essa vitória conseguiu o  24º título de sua história. 


IMAGENS DO DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA NA LENTE DE CANINDÉ SOARES







BLOCOS DE ÍNDIOS


O surgimento dos  Blocos de Ìndios antecedem ao das Escolas de Samba.Considerados Patrimônio do Carnaval Natalense em 1960, essas Tribos Carnavalescas existem desde 1919, com o aparecimento da Tribo" "Os Potiguares". Atualmente  "Tapuias", "Tabajaras", "Gaviões Amarelos", "Tupy-Guaranys "Guaracys" dividem a atenção na Avenida.Tal como as Escolas de Samba, as Tribos desfilam em dois grupos e esse ano assim se apresentam:"Comanches" "Tupinambás" "Apaches" - pelo grupo de acesso. "Potiguares"," Tapuias" "Tabajaras", "Gaviões Amarelos", Tupy- Guarany" e "Guaracy".É sempre bom ressaltar que esses blocos de índios não tem relação com as tribos que carregam no nome.

 IMAGENS DOS BLOCOS DE ÍNDIOS POR CANINDÉ SOARES


 




CAMPEÃS DO CARNAVAL 2012
                    
             1- Escolas de Samba


A Escola de samba Balanço do Morro foi a grande campeã do carnaval 2012 de Natal do grupo especial (chave A). O resultado foi anunciado por volta das 21 horas desta quinta-feira (23), após a apuração realizada na sede da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte). A agremiação homenageou o comunicador Luis Almir, com o enredo “Luis Almir – 30 anos de comunicação”. Em segundo lugar ficou a escola Acadêmicos do Morro e em terceiro lugar a Imperatriz Alecrinense.


                                     A Verde e Rosa Potiguar campeã
                                         do carnaval 2012

                            Baianas da Balanço do Morro


                 2 - Tribos de Índios


Das Tribos de Índíos sagrou- se campeã pela chave A a Tribo Tabajara  e na chave B ficou em primeiro lugar a Tribo Tupinambás.A Tribo tabajara contou a história do folclorista Deífilo Gurgel.



Tribo Tabajara campeã da chave A
Tribo Tupinambás -Campeã da chave B




FONTES:
 Tribuna do Norte - Natal - RN  Site da Prefeitura Municipal de Natal

FOTOS:
Imagens Google
Acervo do Fotógrafo Potiguar Canindé Soares

3 comentários:

  1. Escolas de samba desfilando, o CORSO, lá na Deodoro, tribos de Índios com aquele batuque característico, isso era demais, como a gente se divertia, e não custava nada, era tudo na rua. Hoje isso tudo está muito limitado
    Eduardo de Souza - Rio Branco/Acre - Via E´mail

    ResponderExcluir
  2. Amei ter conhecido este blog. Ajudou a realizar a tarefa de casa da minha sobrinha, aluna natalense, cujo tema "carnaval em Natal" sem contar que agora conheço um pouco mais do carnaval em Natal e repassar aos meus amigos. Abraços, Arilza! Izabel Paiva-Parnamirim/RN

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz Izabel Paiva que as minhas postagens ajudem as pessoas a realizar as tarefas da escola e conheçam um pouco mais da nossa cultura.Um abraço

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...