FOTO DE CAPA

Foto de Capa
Barra de Punaú - por Arilza Soares

papjerimum.blogspot.com.br

SEJA BEM VINDO AO VENTO NORDESTE!

Seguidores

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

PARQUE DAS DUNAS II - AS TRILHAS DA MATA


Foto de Canindé Soares

                                                  
No coração de Natal existe um lugar que faz toda a diferença na capital.O Parque das Dunas é na verdade o pulmão da cidade, contribuindo para amenizar o clima da região, exercendo assim grande importância para a qualidade de vida de sua população. Além disso, a preservação da  vegetação fixadora das dunas impede que as areias se movam impulsionadas pelo vento, soterrando a cidade.




É importante registrar que essa área, de vital importância para Natal,esteve ameaçada de ser destruída por um projeto, realizado na década de 70,que permitia a construção de edifícios sobre as dunas.O representante da ONU para o Meio Ambiente, na época, o Professor Vasconcelos Sobrinho, alertava sobre o impacto negativo desse projeto e os perigos que ele representava.Os esforços da Universidade Federal do RN, da imprensa local, e tantos outros, forçaram a criação do Parque das Dunas  e do Polo Turístico hoje implantado.


                                               
                                                                                                                            
O Parque Estadual Dunas de Natal “Jornalista Luiz Maria Alves”,é a primeira Unidade de Conservação Ambiental implantada no Estado do Rio Grande do Norte.Criado em 1977, ocupa uma área de  1.172 hectares de mata nativa, entre os bairros de Mãe Luiza, Capim Macio e Ponta Negra, estendendo-se ao longo da Via Costeira. Parte integrante da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasileira, exerce uma grande importância para a qualidade de vida da população da cidade de Natal.É considerado o segundo maior parque urbano do país, superado em tamanho, apenas pela Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro.


                                                                         
                           
                     Objetivos do Parque


 Garantir a preservação e conservação dos ecossistemas naturais englobados;
 Proteger recursos genéticos;
 Possibilitar a realização de estudos, pesquisas, trabalhos de interesse científico e monitoramento;
 Preservar sítios de valor histórico, arqueológico e geomorfológico;
 Oferecer condições para lazer, turismo ecológico e realizações de atividades educativas e de conscientização ecológica


                                         Dunas do Parque
                                           
A diversidade geológica do Parque  é formada pelas Falésias e Dunas, feições que ocorrem  ao longo do litoral brasileiro. As falésias são formas de relevo litorâneo abrupto ou escarpas costeiras não cobertas por vegetação que se localizam na linha de contato entre a terra e o mar, cuja altura média varia de 3 a 15 metros. Essas rochas são descritas como arenito avermelhados.
Cobrindo as falésias são encontrados campos de dunas que se refazem ao sabor do vento.                               


                                               Falésias do Parque das Dunas
                                                                             
O Ecossistema do Parque das Dunas é rico e diversificado, abrigando uma fauna e uma flora de grande valor bioecológico, que inclui diversas espécies  em processo de extinção.Vem daí seu potencial científico e paisagístico, com condições de uso para a pesquisa, educação ambiental, lazer e turismo ecológico.
A partir de 1993, foi considerado pela UNESCO parte da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasileira, tornando-se  Patrimônio Ambiental da Humanidade.

Caminhadas na Mata 



O Parque oferece caminhadas guiadas através de trilhas na mata, partindo do Bosque dos Namorados.O visitante que participa dessas trilhas tem a oportunidade, de conhecer de perto, toda a grandiosidade do ecossistema dunar, a geologia, a fauna e a flora do Parque.As caminhadas tem diferentes percursos e comprimentos, de forma a acomodar pessoas de diferentes condicionamentos físicos.   


                                            
Trilhas Interpretativas


Existem três trilhas no Parque das Dunas, duas delas cortam o Parque no sentido oeste-leste, saindo do Bosque dos Namorados e chegando até um mirante na Via Costeira, a outra trilha que é destinada às crianças, passa por um curto trecho da mata e retorna ao Bosque.
                                               
                                                                         

A Trilha Ubaia-Doce é recomendada para pessoas bem preparadas fisicamente.Com extensão de 4.400 metros (ida e volta), tem o tempo de percurso em 2h30m.. O final da trilha é no mirante próximo à Via Costeira, com bela vista  para a praia de Ponta Negra.O número de pessoas por trilhas é 20 pessoas.



A Trilha Peroba é recomendada para Adolescentes e Adultos. Tem uma extensão de 2.400 metros (ida e volta).O tempo de percurso é de 1h30m.O final da trilha se dá também  no Mirante, onde se vê a Via Costeira.O número de pessoas por trilha é 25 pessoas, no máximo.





A Trilha Perobinha, recomendada para crianças a partir de 05 anos de idade e adultos sedentários,tem extensão de 800 metros, (atalho da Trilha Peroba).O tempo do percurso é de 40 minutos e o número de pessoas por trilha é 15 crianças ou 25 adultos.
           
       
          PRESERVE AS NOSSAS FLORESTAS




          
                            FONTE: IDEMA
           Site: Parque das Dunas e Bosque dos Namorados                  
                        Fotos: Google imagens

          

Um comentário:

  1. Parque das Dunas! Grande Patrimônio nosso!

    Eduardo de Souza - Rio Branco/Acre - Via E-mail

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...